sábado, 28 de dezembro de 2013

Quero escrever :)

Através dos meus momentos, dos meus encontros, dessa busca incessante do meu coração.
Aprendi a ordenar minhas palavras na mente. Em cada clique eu decifrava a pessoa,o momento, e assim começou meu percurso de transformar imagens em lição de vida.
Agora estou em um momento onde quero passar minha mente para o papel.
Espero conseguir ordenar e compartilhar com vocês que visitam esse espaço de descobertas :)

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

A torre de Babel de França

CLA Besançon
Esse foi um dos meus melhores encontros durante esses anos que moro na França. Conhecer, estudar e fortificar laço de amizades dos quatro cantos do mundo conhecendo culturas, é uma experiência unica.
Esse  lugar que eu descrevo aqui trata-se do CLA-Centro Linguístico Aplicado situado na cidade onde nasceu Victor Hugo a Besançon, 35km da cidade que eu moro.
O centro foi criado em 1958, e é um dos primeiros a desenvolver o ensino e pratica das linguas estrageiras na França e faz parte da conceituada Universidade de Franche-Comté.
O CLA recebe todos os anos cerca de mais de 4000 estagiarios vindos de todos os horizontes.


Na sala com a turma com 13 alunos de 10 paises Nepal, Brasil, Arabia Saudita, EUA, Republica Dominicana, Libia Tailândia, Trinidade  Tobago, Japão e França.
Esse encontro entre tantas culturas me permitiu de descobrir outros paises, e possibilitou a troca de conhecimento cultural entre todos.


Toshiyuki de Toquio e a Profa. Florence



Profa.Florence, Ricardo (Republica Dominicana), Dhanishtha (Trinidade  Tobago), Asato(Japão), Natalie (EUA)


Dhanishtha (Trinidade e Tobago), Asato(Japão), Natalie (EUA), Kimberly(EUA), Blanca(EUA),
J'AIME CLA :)

domingo, 18 de agosto de 2013

Na cozinha com o chefe

Chefe Joël Cesari do Restaurante La Chaumière de Dole e sua equipe
Percorri durante esses anos morando no Jura francês, as paisagens, artesãos, eventos, exposições, monumentos historicos, feiras e mercados diversos, e claro as receitas tradicionais da região. Para completar esse percurso de descobertas faltava uma visitinha na cozinha do chefe e penetrar no universo gastronômico da cozinha francesa.
 
 Assim eu desembarquei na cozinha do chefe Joël Césari com todos meus aparelhos de paixão-audiovisual :) Escolhi Monsieur Joël Cesari por ele usar os produtos do terroir regional, trabalhar com os agricultores dos arredores, e privilegiar a cozinha tipicamente, como eles chamam "fait maison" ou feito em casa.
  Depois de visitarmos juntos o mercado de Dole, eu e o chefe partimos para a criação de um Menu que pudesse reuni duas regiões marcantes e de terroir unico, o Brasil representado pela Amazônia(minha casa), e na Franca o Jura(departamento da região de Franche-Comté - França), pertinho da Suiça e que revela sabores incriveis com seu terroir de montanhas e natureza ainda preservada.
Eu sugeri a macaxeira, que é um dos alimentos basicos sabor amazônia, o peixe, e as frutas como maracuja, abacaxi, côco e banana que também fazem parte de nossa cozinha brasileira. Os ingredientes franceses ficou por conta do chefe truta, dorade, mostarda, e serviço a francesa.
O menu ficou assim...

¨¨Entrada¨¨
 
Tartar tropical

Ingredientes:
Suco de limão
1 abacate
Filé de peixe para o tartar
leite de côco
pimenta e cominho
cebolinha picada
sal
Agar-agar
Oleo de Castanha
 
Modo de Preparo
 
Para o tarta use filé de peixe a seu gosto, aqui foi usado a dorade peixe tipico da cozinha francesa, mas a pescada ou pirarucu ficam perfeitos.
Corte o filés em finas fatias e deixe descansar no limão sal, pimenta e oleo de castanha.

Prepare o leite de côco e leve ao fogo médio mexendo sem parar, quando estiver borbulhando coloque o  agar-agar e deixe esfriar. Em uma forma quadrada coloque a mistura na geladeira e reserve.
Pegue o abacate e amasse ou com um garfo ou um pilão. Coloque o suco do limão cerca de 3 colheres de sopa e misture. Coloque o sal,a pimenta e a cebolinha e separe a misture.
Com a ajuda de um
 
 
Para montagem utilise uma peça muito usada na cozinha francesa para a decô dos pratos.
Pegue a gelatina de côco e faço um circulo para começar a montagem. Coloque a primeira camada a gelatina de côco.
Na segunda camada o guacamole.
Na terceira camada o tartar de peixe.Na quarta o guacamole  e finalize com raspas de limão. Decore a gosto.
Não sou chegada a peixe cru, mas esse ai é delicioso, vale a pena fazer e refazer a receita parabéns ao chefe :)



¨¨Prato principal¨¨

 
Terroir JurAmazonie
Ingredientes:
Trutas
Salsicha de Morteau
Macaxeira
limão
Sal/pimenta e cominho
cebolinha picada
Oleo de Castanha
ervas para decorar
Vinagre balsâmico
 
Modo de Preparo
Leve ao fogo a macaxeira para cozinhar . Deixe esfriar e corte em tiras finas. Corte a salsicha de Morteau  em tiras e comece a fazer a montagem como na foto.
Coloque em filme plastico e reserve.
 
Prepare os filés de truta(ou outro peixe a seu gosto)

 

Prepare os filés de truta tempere com sal, pimenta, cominho e leve ao fogo brando cerca de dois minutos para cada lado do filé, e reserve.

Prepare dois molhos um com o oleo de castanha e ervas aromatizantes, coentro, cebolinha.
 
 Pegue uma macaxeira cozida e prepare um purê, coloque umas gotas de vinagre balsâmico.
Para montage coloque o mil folhas de macaxeira e salsicha de morteau, o purê e a trutra e sirva com o molho e sirva com um bom. vinho branco de sua preferência.
 
¨¨Sobremesa¨¨
 
Carmen Miranda
 
 
Ingredientes:
Abacaxi
gelatina de côco(a mesma receita da entrada acrescentando açucar)
banana
espuma de maracuja
( lata de leite condensado, suco de maracujá, 3folhas de gelatina branca,3 claras batidas em neve.
Bata o leite condensado e o suco de maracujá. Dissolva a gelatina em água fria. Misture ao maracujá batido. Por último, coloque as claras em neve Coloque numa vasilha transparente e leve para gelar até o momento de servir. )
circulos de biscoito
Manteiga
leite de côco

Modo de preparo:
Corte o abacaxi em cubos e leve ao fogo para caramelizar com a manteiga e o leite de coco.
Prepare a banana em rodelas e caramelize como o abacaxi. 
Preencha o circulo com a base de gelatina de côco, uma camada de banana caramelizada e por fim a espuma de maracuja
 
 
Corte a gelatina de côco de acordo com o tamanho do circulo de biscoito. Caso você não consiga fazer os circulos use cestinhas ou um cone de sorvete, tem o mesmo efeito e o sabor também.
Deccore com maracuja e raspas de côco.
 
 
Bom, espero que tenham gostado eu provei tudo e estava realmente delicioso. Espero ter passado a receita direitinho rs, não tenho o habito de escrever receitas.
Esse menu ficara guardado com carinho lembranças de dois lugares que estarão para sempre no meu coração, e esse sabor com certeza tem que ser compartilhado.
Obrigada ao Chefe Joël Césari e sua equipe de ter proporcionado esse casamento de dois continentes distantes e de terroir de excelência.

 
 




quarta-feira, 14 de agosto de 2013

nas margens do Sena

Paris olh@res
Esse é um dos primeiros lugares que eu conheci quando fui pela primeira vez à Paris, a rota dos buquinistas do Sena (Le bouquinistes). Sou uma apaixonada por cartazes antigos, contemporâneos também mas a arte de fazer a mão me facinará sempre :)
Mas a cada ano que visito tem alguma coisa que muda, e em 2013 é visível a invasão "Made in China", nada contra, cada um trabalho com suas potencialidade, mas visitar Paris e comprar lembrança feitas na China, é como visitar um estande temático em uma grande exposição :/.

Paris olh@res
Mas minhas bancas preferidas são as de gravuras, livros, revistas, e cartazes antigos.
Essas bancas passam de geração para geração , elas são heranças de uma passado bem movimentado da literatura francesa em uma bela época.
A origem do termo bouquiniste que deriva da palavra bouquin(livro). Os bouquins eram designados como livros de pouco valor vendidos pelos cacheiros viajantes nas ruas de Paris. Eles eram considerados como uma concorrência desleal pelas livrarias. 
A profissão  de bouquiniste foi regulamentada em 1859 que deram direitos aos pontos fixos na margem do rio Sena em forma de grandes malas de ferro de cor verde.
O certo é que o rio Sena sem os bouquinistes não tem o charme e a poesia, e por isso eles fazem parte dessa paisagem atraente, sonhadora, e literária da bela época parisiense.
Dessa vez meu objeto de desejo foi um livro que reune todas as principais obras de Oscar Wilde pelo preço de 14 euros.

Paris olh@res
Depois de pegar meu livro fui viajar nas imagens de cartão-postal, fotos e pinturas que ainda são feitas em Paris por artistas da cidade luz.

Paris olh@res

Paris olh@res
Depois da visita uma paradinha em um café para um expresso bien corsé, ou seja forte :)

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Jacques-Yves Cousteau, citação do dia


Meu objetivo não é ensinar, 
eu não sou cientista 
e nem professor. 
Eu sou um descobridor, 
minha missão é de se maravilhar...
amamos o que nos deixa maravilhados 
e protegemos o que AMAMOS.

Jacques-Yves Cousteau

sábado, 3 de agosto de 2013

Nascer do sol...trilhando a natureza!


Nada melhor para repor as energias, ir em direção do sol. Pego a estrada cedo às 6h00 da manhã, pertinho desse santuário, ainda sem muita presença devastadora do homem,  o canal do Rhône au Rhin.
Nesse caminho de viajantes e de esportistasque começa com o nascer do sol. Nas águas os sonhos se cruzam , o lazer se concretiza, e para os esportistas os limites são testados e caminhos são traçados.




No meio do caminho encontrei um milharal, lembrei dos meus tempos de cinéfila dos filmes de horror. Então uma paradinha para uma foto frisson, pior que dá uma arrepiada só de pensar que atrás de você pode estare um espantalho, olhos famintos rs..
Eles também fazem parte da paisagem e da fotossíntese da vida natureza :)




Podem ter certeza que não existe lugar melhor para estar só consigo mesma em harmonia com os elementos da natureza, se você tem pertinho um espaço verde aproveite, livre-se, viva, respire e recomece :)

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Cadeados de amor...


Os alambrados da ponte das Artes em Paris suportam um peso de sentimentos deixados pelos enamorados que vagueiam pela ponte em busca de eternizar suas juras de amor. Esses cadeados são gravados com o nome do casal ou apenas suas iniciais e a data que foi colocado preso no tempo...
Essa prática apareceu sobre a ponte em 2008 e depois passou para outras pontos que atravessam o rio Sena. A origem desta prática é desconhecida, alguns dizem que ela apareceu na Europa entre os anos de 1980 e 1990 depois se propagou pela Europa Ocidental. Este simbolo amoroso existem tambmé na China onde os cadeados são colocados na base de uma montanha sagrada pelos noivos e recém-casados com a esperança que a união seja eternamente feliz.

Entre os dias 10 e 12 de maio de 2010, quase todos os cadeados foram levados durante a noite sem deixar rastros...na época cerca de 1600 a 2000 cadeados guardavam o segredo de amores do mundo todo, ficaram apenas 40, os mais robusto que não cederam aos vândados usurpadores de amores. Mas em seguida voltou ao normal, mas ainda existe muito vandalismo e há noites que centenas deles são arrancados, o espaço da brutalidade dura apenas uma noite e logo apos o amores florescem com mais força, como se enviassem uma mensagem aos usurpadores de desejos, que com certeza não conhecem o mar de AMAR :)

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Encontros com a leitura


Um projeto que iniciou em 2003 na época de verão aqui na região do Jura onde eu moro que se chama "Livros no caminho" ou seja um encontro que oferece uma segunda vida aos livros, onde diversos autores conhecidos ou não são descobertos.Um mundo imaginário aberto aos que descobrem esses tesouros durante suas caminhadas.
Essa operação literária viaja pela região em 11 cidades principais do Jura, uma caça ao tesouro do conhecimento que pede em troca dessa experiência que os leitores ao final da leitura, deixem os livros em lugares estratégicos onde possam continuar o caminho, ou seja em gares, paradas de ônibus, escadas, pontes, parques...Cerca de 1000 obras são espalhadas por vários caminhos. Uma surpresa para muitos como eu que parei para um descanso em um dos bancos da cidade e ao meu lado  "A casa de Jane" estava lá, então eu peguei e já comecei a devorar sua história e depois quem será o novo leitor???

terça-feira, 23 de julho de 2013

4 Rodas e um guarda-chuva

Um conceito lançado em 2003 a Paris o 4rodas embaixo de 1 guarda-chuva propõe  aos visitantes uma prestação original dentro de 2CV Citroem a arte de viver francesa. Com profissionalismo, paixão e criatividade  a agência desenvolve uma verdadeira experiência inesquecivel para quem procura seus serviços seja você em viagem de negócios, passeio, eventos...eles estão prontos na espera de novos aventureiros desvendando Paris em seus pontos misteriosos, elegantes e boêmio
O site www.4roues-sous-1parapluie.com

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Deux Magots, café parisiense

www.lesdeuxmagots.fr
Situado no 6º Distrito de Paris no bairro de Saint-Germain de Près, « Les Deux Magots » que quer dizer «as duas figurinhas chinesas » tem origem de uma loja de novidades que funcionava em 1812 na rua 23 rue de Buci. Após algum tempo a loja começou a vender tecidos de seda e peças íntimas. Esse comércio de sedas, e foi denominado de « Deux Magots » em homenagem a uma peça teatral da época chamada « Les Deux Magots de la Chine ». 

Em  1873, a loja é transferida para o bairro de Saint-Germain, e está até hoje com o mesmo nome transformado em um magnifico café parisiense chamado « Les Deux Magots ».
Em 1884 o café começa a tomar um lugar importante na vida cultural francesa, escritores como Verlaine, Rimbaud ou Mallarmé se tornam clientes habituais e assim nasce o café literário em 1933 através de um pequeno grupo de surrealista que decidem criar seu próprio concurso literário chamado de Prêmio LES DEUX MAGOTS. Um grupo seleto de escritores começa a frequentar o café entre eles Elsa Triolet, André Gide, Jean Giraudoux, Picasso,Fernand Léger, Prévert, Hemingway, Bob Welch, Sartre, ou ainda Simone de Beauvoir, são alguns dos mais assiduos escritores dessa época..
O Prêmio Les Deux Magots acontece no mês de janeiro de cada ano.


A Francophonie no meio do mundo

No dia 1° de setembro professores e alunos do curso de francês do Centro Cultural Amapaense estiveram no #lecafebistrot ,localizado ...