segunda-feira, 12 de outubro de 2015

BR 156 e BR 210

E nossa #RotadoTurismoRuraldoAmapá começa na BR156 saindo de Macapá. Passamos pelo Municipio de Porto Grande(BR156) que fica a cerca de 100 km da capital, e mais ou meno 110 até a chegada Municipio de Serra do Navio(BR210), nosso destino final.

 A partir de Porto Grande a estrada é de terra, muita cautela nessa hora, principalmente na época de verão onde a poeira dos carros é altamente perigosa para a visibilidade.


Passamos por treze pontes até chegar ao municipio de Serra do Navio. Os riachos estão no periodo de estiagem, mas ainda são belos e refrescantes :)
Durante todo o trajeto até a vila de Serra do Navio, podeos observar o grande potencial para o turismo rural, mas falta o apoio dos orgãos responsaveis pelos treinamentos de base para receber os visitantes. Nada de seminario , conferencias, e blàs, blàs, blàs, o Brasil não tem tempo mais para isso, ja se gastaram muito dinheiro indo e vindo com instrutores pelas regiões e nada avançou, Então, precisamos de verdadeiras ações que sustentem a continuidade através de cada comunidade :)
E a rota continua a seguir!

De volta...




Bom dia leitores, ainda tenho alguns por ai, rs, obrigada pela sua companhia. Estou com outro projeto de programa de radio todas as sexta na 96.9FM na radio da Universidade Federal do Amapa, por isso pouco tempo para escrever por aqui mas vou fazer o possivel de estar mais presente, adoro escrever e preciso solidificar isso .
Està sendo muito prazeroso fazer essa revista radiofônica, com mais três colegas e convidados,  muita musica legal, do passado, do presente e do mundo.
Além de trabalharmos na radio informando e divulgando nosso Estado e o mundo, também saimos visitando lugares para indentificarmos os pontos mais necessitados de projetos e parcerias para que nosso povo tenha mais oportunidades. Afinal a #Unifap tem projetos que podem virar intinerantes, e ajudar muita gente :)
Foto no restaurante popular de Macapa: (esq/dir Nara, Amiraldo, Cléa e o responsavel pelo restaurante)
Neste fim de semana (9, 10 e 11 de outubro) estivemos na #RotadoturismoruraldeMacapa começamos por Serra do Navio, uma cidade que era modelo de cidade sustentavel e de qualidade de vida, hoje abandonada! Mas fomos em busca de sua essência e descobrimos maravilhas que podem sim serem uma saida para gerar rendas e trabalho à população que vive um abandono da gestão publica.
Assim criamos essa logo, #RotadoTurismoRuraldeMacapa Horizontes no Ar.
Estamos embarquem com a gente, e vamos descobrir valores culturais e humanos desses caminhos que levam à essência #Amazôniadeser
Abraços!



quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Valorizar nosso lar!


Assim eu percorro caminhos aqui e acolá! Valorizando cada pedacinho de chão, onde quer que eu vá talentos e belezas são registrados em qualquer estação.


Praia da Fazendinha

Nos altos, chegando em Belém-PA

Rampa do Açai, orla do St Inês

Quando amanhece...

Cliques do amanhecer em Macapá Capital do Meio do Mundo🌎🌵

#HorizontesnoAr



Bom dia desde 5 de junho estamo no ar com a revista de fim de semana #HorizontesnoAr na radio Universitaria 96.9 Unifap. Eu Nara Chamblay, Amiraldo Guedes e Lucicléa Castro criamos um programa com cinco sentidos: Ouvir, Tocar, Ver, Sentir e Degustar :)

Falamos de diversos assuntos, educação, formação, projetos Universidade e Comunidade e universidades, pesquisa e inovação aqui e de outras universidades como França, Canadà e Suiça.

Um bem-estar para seu corpo & alma ;)

Sua revista semanal todas as sextas das 10hàs11h com um universo de temas :bem-estar, sustentabilidade, pesquisa e inovação,francofonia, arte e cultura.
Visite: https://www.facebook.com/Horizontesnoar


domingo, 28 de junho de 2015

Horizontes no Ar

Bom dia #HorizontesnoAr sua revista radiofônica semanal estreou no dia 5 de junho(sexta), na universitária 96.9FM.
Na equipe @NaraChamblay,  @LucicléaCastro e @AmiraldoGuedes
Uma panorâmica da vida acadêmica e cotidiana, abordando assuntos como: projetos&inovações, universidades fracofones, bem-estar, formaçāo e mercado de trabalho, cultura e turismo, mobilidade urbana&biodiverdidade, rede sociais e aplicativos, além de entrevistas : #/EntrevistaAlôDoutor, #EntrevistaPatrimônio, #EntrevistaBiográfica, #EntrevistaTerroir e #EntrevistaMunicípios. Estaremos em sua companhia querido ouvinte todas AS SEXTAS na 96.9 UnifapFM :) 

Até lá!

Facebook:https://m.facebook.com/profile.php?id=972933926069385 

domingo, 3 de maio de 2015

Profissões quase esquecidas!

Artesãos do couro
Com o avanço da tecnologia e um mercado  mais competitivo que cria a cada dia novas profissões, o modelo artesanal de outrora desaparece, ou quase. 
Um certo saudosismo està no ar quando entramos nas ruelas do mercado. O sapateiro, o relojoeiro, as maquinas de costura e o fazedor de chaves estão presentes, como se o tempo não tivesse pressa de avançar.
Seu Edivaldo da Engraxataria Jerusalém

Seu Edivaldo da Engraxataria Jerusalém
Seu Edivaldo da Engraxataria Jerusalém
Seu Edivaldo da  Engraxataria Jerusalém, através de ferramenta rusticas e sem tecnologia do mercado de hoje, ele leva seu negocio com entusiasmo, pois as pessoas começam a recuperar seus acessorios em vez de descartar e comprar o novo.Recuperar um bem hoje, é mais sadio e o planeta agradece, que forçar o consumismo exacerbado que leva o mundo à uma qualidade de vida destruidora.

Dona Maria hà 44 anos trabalha no Mercado Central

Dona Maria chegou 1971, no mercado. Hoje são 44anos de trabalho buscando um vida melhor para sua familia; Apesar do avanço da tecnologia as pessoas ainda procuram seu serviços de consertos de bolsas, sandalias, e roupas de forma artesanal.
Alguns passos adiante encontro um jovem de 22 anos, Edivam que é ajudante do negocio de seu Rosimar que està no pontos do mercado a exatamente 30 anos.
Edivan, um jovem de 22 anos que domina a maquina artesanalmente
 Durante minha estada na França tive oportunidade de conhecer uma escola de Artes e profissões do Espetaculo , aliàs umas das cinco da França chamada Lycée Pasteur Mont Roland. Claro que nossa tecnologia esta longe da Europa, mas o principal do sucesso de uma profissão é a criatividade, talento nato, e isso temos de sobra, falta incentivo por parte do governo, e acreditarmos mais que podemos sim, chegar entre os melhores do mundo a moda jà é um realidade estamos entre os primeiros polo de designer do mundo. 
Para quem quiser saber mais, pode acessar o site, na cidade existe também escola que ensinam brasileiros a aperfeiçoar o francês. A imigração portuguesa é grande nessa região de montanha do leste da França. Mas um detalhe, é que là também o grande nome da moda do couro e alta costura de Luxo, Louis Vuiltton. Ele nasceu na cidade de Anchay no Jura e muito jovem aprendeu a profissão de seu pai que trabalhava com couro, mas ele não começou "chique" foi preciso muita persistência e acreditar em seu talento para hoje ser um icone da moda em acessorio de couro de luxo.


terça-feira, 21 de abril de 2015

Flora da estação invernal

Hoje a flora na Amazônia est à cada vez mais fazendo parte do cotidiano da cidade. Em alguns supermercados podemos ver um canto especial para se dedicar ao jardim. O preço ainda é alto, mas com a oferta de novas espécies e novos jardineiros expandindo essa profissão que chega com força, e para ficar na Amazonia.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Memórias do Pedro

Durante  minhas visitas ao maior  mercado da Amazônia, Ver-o-Peso, conheci seu  Pedro,  75anos, nascido  en Abaetetuba municipio  do Pará.
Através de uma  volta ao tempo  ele me conta  suas aventuras en Macapá  dos anos  60.

domingo, 25 de janeiro de 2015

Uma manhã no Museu...

Não, uma manhã não é o suficiente para essa visita. Para quem ama a natureza e adora contemplar o quanto ela é boa e compreensivel conosco precisaria no minimo dois dias. 
O norte do Brasil é um laboratorio a céu aberto, onde espécies da flora e da fauna se multiplicam e nos apresentam os maiores beneficios de cuidar bem dela para um mundo duravel, limpo e sustentavel.
Se você estiver em Belém vale a pena conhecer o Museu Emilio Goeldi que foi fundado em 1866 e faz parte do Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação do Brasil. Suas atividades concentram-se no estudo científico dos sistemas naturais e socioculturais da Amazônia, bem como na divulgação de conhecimentos e acervos relacionados à região. 

Entrada do Museu

Museu Paraense Emílio Goeldi 

Museu Paraense Emílio Goeldi
Parque Zoobotânico - Av. Magalhães Barata, 376 São Braz
Belém - PA 66.040-170 Brasil
Portaria Nove de Janeiro (55 91) 3182 3231

Campus de Pesquisa - Av. Perimetral, 1901 Terra Firme
Belém - PA 66.077-530 Brasil
Portaria Campus de Pesquisa (55 91) 3075 6272 ²²

QR amazônia


ACódigo QR (sigla do inglês Quick Response) é um código de barras bidimensional que pode ser facilmente esquadrinhado usando a maioria dos telefones celulares equipados com câmera. Esse código é convertido em texto (interativo), um endereço URI, um número de telefone, uma localização georreferenciada, um e-mail, um contato ou um SMS esse é o DNA mundo virtual que veio para ficar e ajudar para que a rapidez das informações cheguem ao usuario em tempo minimo :)

Praça Batista Campos - Belém-PA

Garça na Praça Batista Camposn Belém/PA

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Viagem em tempo amazônico

Eis a rota Macapa/Belém, tempo estimado, 30min, mas em época de mudança de estação tudo fica imprevisivel
Assim, começo a viagem com céu nublado, carregado de chuva.Mas enfim, para dar esperança um arco-iris.
Uma luz no fim do tunel. Mudança de aeroporto, e lá vamos nós para São Luiz, aeroporto de Belém fechado.
Mas, de repente o sol aparece, e tudo enfim, termina bem

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

no meio do rio tinha uma pedra

Pela segunda vez caminho até São José que esta fixado na chamada 'Pedra do Guindaste', localizado ao lado do Trapiche Eliezer Levy. Segundo alguns relatos historicos na década de 1940, o local da pedra era um aglomerado de rochas e servia de alvo nos exercícios dos soldados e que em 1958 uma embarcação colidiu com a pedra que existia e assim foi trocada pelo bloco de concreto com a estátua do nosso santo protetor.
Como em toda Amazônia os mitos e lendas rondam as cidades e a pedra do guindaste e essa a seguir é contada por um morador da cidade...


A famosa pedra é connhecida por suas lendas que fazem parte da rica cultura do caboclo amapaense. Uma delas é contada pelos moradores da antiga rua da Praia e Igarapé das mulheres, hoje bairro de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Afirmam exixtir na pedra uma cobra grande, com dimensões ainda não calculadas, que na maré de reponta - ou seja, quando a água do rio não está na cheia e nem na vazante - sai dali para tomar água, de maneira que a mesma nunca conseguiu cobrir a pedra. Se porventura, alguma autoridade tiver a infelicidade de mandar retirar a pedra do rio, a água do Amazonas subirá tanto, que Macapá toda irá para o fundo.
Outra versão da lenda é que havia na tribo dos Tucuju - primeiro povo habitante dessa terra - uma índia muito bonita, apaixonada por um índio que todas as manhãs saía pela praia em busca de alimento. Quando ele saía, a namorada acompanhava-o até a praia e lá ficava o dia todo, até o sol pousar na Lagoa dos Índios, quando o índio voltava e a levava para a maloca. Isso acontecia todos os dias e começou logo a ser observado pela tribo. Num certo dia, de manhã cedo, como acontecia todos os dias e começou logo a ser observado pela tribo. Num certo dia, de manhã cedo, como acontecia sempre, o índio desceu o rio pela praia e sua amada ficou à espera no local de sempre, mas aconteceu que ele não voltou. A noite chegou, a índia desesperada ainda o esperava em vão. Acocorou-se e chorou a noite toda, dias e dias, e lá morreu. No lugar de suas lágrimas nasceu a pedra com formato de corpo de mulher, que mais tarde, muitos anos depois passou a ser conhecida comoPedra do Guindaste. Texto extraído do livro "Amapá - Cultura, poesia e tradição"

E assim com fé o amapaense segue :)


Na orla da cidade

Aproveitando o Domingo de sol em Macapa avistei a maré baixa para redescobrir minha cidade do rio��

sábado, 3 de janeiro de 2015

Tempo de Colheita 2015

Com o grupo de Rock Blaas of Glory da Holanda na parada de fanfarras da cidade de Dole-Jura-França

Bom dia gente :)
Fim de ano de muITas festas, planos, reflexões, nostalgia, tristeza para uns? alegria para outros, mas precisamos continuar caminhando e enfrentando cada curva, parada, desvio e descobrindo novas possibilidades.
Assim começo 2015 desejando para todos vocês um ano de muita colheita do que foi plantado e que pode dar bons frutos para o agora :)
Quero, preciso e posso escrever mais, descrever muita coisa que conheci, entendi, compreendi,e quero apresentar para vocês durante esse ano de 2015, ano 8 que segundo os astrologos é o ano da colheita :D
Vamos nessa FELIZ 2015

A Francophonie no meio do mundo

No dia 1° de setembro professores e alunos do curso de francês do Centro Cultural Amapaense estiveram no #lecafebistrot ,localizado ...