quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Meu conto de Natal

Cidade de DOLE
O período de Natal e Ano Novo são esperados com ansiedade por crianças, jovens e adultos. Não importa a idade ou classe social. Todos encontram um modo de viver essa época mágica e que nos faz sonhar com o velhinho rechonchudo e sua renas. Além de um pensamento no nascimento do menino Jesus, nossas preces nessa noite de estrelas brilhantes e um céu incrivelmente marcado de luzes, é a paz para todos e um ano novo de novas realizações.
Vou contar para vocês um Natal que marcou minha vida e será sempre o melhor conto de Natal da minha vida.
Meu primeiro pinheiro de Natal

A VERDADEIRA MAGIA DA NOITE DE NATAL

"Durante toda minha infância esperava a chegada dessa época mágica e que, ao meu ver, em novembro já começávamos à perceber os sinais que ela estava chegando. Na primeira semana de novembro é o dia que começava a enfeitar a árvore, colocar as luzes e a decoração por toda a casa. Adorava ir com meu pai fazer as compras e preparava o menu de Natal para toda família.
Assistia todos os filmes de temas natalinos e virava uma verdadeira cinéfila!!!Mas o Natal não estava completo, para mim faltava um elemento que, sem ele a magia não estava completa, eu cresci vendo nos filmes e nos livros.... A NEVE!!!!
Em 2007 passei meu primeiro Natal na França, e como se o destino estivesse preparando uma surpresa, a cidade de Dole está localizada em uma regiéao onde neva bastante. Durante todo o mês de dezembro tinha uma ùnica pergunta que repetia todos os dias "Quando começa a nevar???", até um dia recebi a notîcia que nesse inverno a neve chegaria mais tarde e só em janeiro...que decepção!!! Mas não desistia e todas as noites olhava pela janela à espera da neve, o cenário já estava pronto, pois no quintal de casa, os pinheiros estavam prontos e para ficar perfeito faltava a convidada especial chegar. Durante à espera passávamos as noites à contar historia de nossa infância sobre as noites de Natal, e um certo dia meu marido perguntou ao meu filho, que na época tinha 12 anos, quando ele iria escrever sua carta para o papail noel, pois era tradição na França todas as crianças escreviam suas cartinhas fazendo seus pedidos, mas que deveriam ser sinceras e escrever o que tinham feito de errado para que pudessem receber seus presentes , pois o papai noel sabia de tudo!!! Meu filho olhou sem acreditar muito e perguntou se já tinha alguma criança que havia recebido o que pediu, e prontamente meu marido disse que sim, e mais ainda, que o própio papai noel vinha deixar o presente  e o colocava no sapato  que deveria ser colocado ao pé da árvore e também deveríamos deixar sobre a mesa na noite de 24 para 25,  um copo de leite sobre a mesa, pois ele adorava tomar seu leite antes de continuar sua jornada. Incrivelmente encantado com a revelação, vi nos olhos de meu filho um brilho especial de um joven de 12 anos que ainda acreditava em papai noel...pensei "não posso estragar esse momento mágico para ele" e aceitei em entrar no ritmo e no outro dia ele me mostrou a carta, pronta, e percebi que ele passou a noite à escrever, observei que ela estava bem volumosa!!
Um dia antes do Natal, mas sem jamais esquecer "Quando vai começar a nevar??" na noite de 23 de dezembro, meu marido me chama à janela às 23h00, eu já estava dormindo e ele aponta para a janela......Uauuuu a neve!!!! Fiquei horas à observar ela cair em diferentes tamanhos, cristalizadas e avistava também as árvores que começavam a ficar brancas...perfeitooooo!!Para mim o Natal estava completo. Com a chegada da neve meu marido resolveu fazer uma brincadeira com meu filho e disse que à partir desse dia iria fechar todas as janelas, e rapidamente meu filho perguntou como o papai noel vinha deixar seu presente se ele encontrasse tudo fechado?? Durante a noite fechamos as janelas que davam acesso ao terraço, fomos para o quarto e esperamos ver o que iria acontecer, e se realmente meu filho tinha acreditado na história que contamos, ele iria esperar todos dormirem para poder abrir as janelas. Ficamos no quarto aguardando e a meia-noite escutamos ele abrindo as janelas e meu marido comentou " ele realmente acredita em papai noel". Foi uma noite mágica para mim que fiquei emocionada em saber que meu filho ainda fazia parte do espírito de Natal que enche a cada ano o coração de milhares de crianças em todo o mundo."
Os pinheiros

Uma noite de Natal
Centro da cidade de  Dole
Esse momento ficará marcado para sempre em nossas vidas e espero poder contar aos meus netos esse conto de Natal que ultrapassa as barreiras do imaginário e se realiza.
Hoje em dia com o avanço da modernidade, não podemos deixar as crianças perderem esse espírito de Natal  e se perderem no consumismo materialista.
Muitos perderam a magia de descobrir o que reserva o presente que está no pé da árvore de Natal, a maioria escolhem semanas antes do Natal e não há surpresas. Não há  preço para ver a felicidade nos olhos de uma criança quando desembrulha seu presente e em seguida observamos a expressão de felicidade e o brilho nos olhos. Sei que muitos não viveram o Natal com boas lembranças, mas precisamos dar continuidade aos sonhos de nossos filhos, netos e bisnetos e tentar viver essa magia que é real e presente, pois sem ela o mundo seria um vazio, e cairíamos na incerteza de um novo ano sem novas perspectivas.
Eu e o papai noel
Precisamos viver juntos com nossos filhos os sonhos e fantasias, e eles com certeza serão a realidade do amanhã!


Naramazonie

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Macapa