segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Tumucumaque completa 10 anos...



PorAlessandra Lameira - Assessora de Comunicação - montanhasdotumucumaque.blogspot.fr

O Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque (PNMT), completa nesta quarta-feira, 22 de agosto, 10 anos de criação. Para celebrar a data, a equipe gestora desta Unidade de Conservação realizará uma programação especial na primeira semana de setembro, que vai envolver o conselho consultivo do PNMT, Poder Público e a Sociedade Civil dos municípios do entorno do Parque.

Um acampamento está sendo montado num dos principais acessos ao Parque e esta atividade será marco na celebração pelos 10 anos de criação da unidade. Esta área abrigará o Centro Rústico de Vivência – CRV, que é o “embrião” de um possível Centro de Interpretação da Natureza. O CRV será apresentado a um grupo de 40 convidados no dia 4 de setembro, sendo que no dia 5 (Dia da Amazônia) algumas atividades culturais e a realização de uma trilha coroarão esse momento de vivência do Parque.
“Centros de Interpretação da Natureza são espaços destinados a apresentar as características de uma unidade de conservação ou de áreas naturais para o público em geral”, afirma o analista ambiental Paulo Russo, que é Coordenador de Articulação Institucional e Comunitária & Educação Ambiental do PNMT.
Para toda essa mobilização, os convidados a participarem do acampamento serão deslocados de Macapá para a Serra do Navio que, em seguida serão conduzidos para o Parque através de voadeiras, a viagem no rio terá a duração aproximada de 4 horas.
Além da equipe do PNMT enviada para a montagem do acampamento e o apoio de colaboradores da região, o 34º Batalhão da Infantaria de Selva também auxiliou na realização deste evento.
Durante a comemoração, será apresentada ao público presente uma retrospectiva com os principais fatos relacionados ao Parque. A trilha que será feita pelo grupo de convidados os levará até as margens do Rio Feliz, onde está localizado um das mais belas paisagens da entrada do Parque por Serra do Navio. O momento cultural contará com o Grupo Raízes do Bolão que mostrará sua força regional através do Marabaixo.
Para a realização deste evento o Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque tem o apoio da organização não governamental, WWF Brasil, e do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA).
O ordenamento do Uso Público no Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque está em processo de elaboração. Atualmente, em acordo com o trade turístico da região, a visitação deve possuir um caráter educativo, conforme norteia o Plano de Manejo da Unidade.
“E uma oportunidade para redirecionarmos os rumos da gestão para melhorarmos nossa eficácia. Estamos cientes que muita coisa está ainda por ser feita. Em especial no que diz respeito ao fortalecimento do sentimento de propriedade, responsabilidade e também orgulho por parte da população amapaense perante ao PNMT. A equipe gestora tem a missão de conduzir esse processo e, diga-se de passagem, estamos vivendo talvez a fase mais interessante na trajetória de implementação da unidade, em que, após a aprovação do Plano de Manejo, podemos focalizar os trabalhos nos objetivos finalísticos de um Parque Nacional. Nesse sentido, destaca-se o desejo proeminente de abrir a unidade à visitação, dando ainda mais visibilidade à mesma e ao Estado do Amapá como um todo, mas também proporcionando oportunidades de emprego e renda às populações do entorno, mediante à prestação de serviços demandados pela atividade (eco)turística. Além disso, a pesquisa científica, a educação ambiental, a recreação ao ar livre, o contato com a natureza são objetivos importantes que devem nortear o trabalho dos gestores do PNMT”, afirma o chefe do PNMT, Christoph Jaster.


Tumucumaque

O PARNA do Tumucumaque é o maior Parque Nacional do Brasil e uma das maiores áreas de floresta tropical protegidas do mundo, com uma área aproximada de 3.867.000 hectares.
Esta Unidade de Conservação foi criada em 22 de agosto de 2002 e está localizada numa porção da Floresta Amazônica bem peculiar, com características únicas e ainda pouco conhecidas, na região conhecida como Escudo das Guianas, ao noroeste do Estado do Amapá. O órgão federal responsável por sua gestão é o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBio. O Parque abrange parte dos municípios de Oiapoque, Calçoene, Pedra Branca do Amapari, Serra do Navio e Laranjal do Jari; além de uma pequena porção do município de Almerim, no Estado do Pará.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

o Salto da Virgem a Rochefort...

Rochefort-sur-Nenon é uma vila francesa situada a 7km da cidade de Dole e a 239 metros de altitude na região de Franche-Comté, departamento do Jura.
Ela cresceu florida na época da Idade Média é rica de historia e odemos descobrir em passeios pela cidade a gruta pré-hisotica chamada de « Trou de la Mère Clochette » os vertigens das fortificações e o portal da ponte, as torres, as casas do século XV, a igreja reconstruida em 1792, assim como a capela de Nossa Senhora da Consolação também do século XV. 



Ao longo do rio Doubs ou do Canal Rhône ao Rhin, podemos nos deliciarmos com o prazer da pesca, do banho, assim como escaladas nas rochas e falésias que circulam a vila-forte.
Na parte de cima o rio Doubs e abaixo o canal Rhône -Rhin
Atravessando a ponte na entrada da vila entramos em uma das maiores flroresta de folhagem da França, La Forêt des Chaux.

Percorrendo as ruelas da cidade medieval chegamos ao "Salto da Virgem" que fica nos rochedos que rodeiam Rochefort. Local de escaladas de pessoas que buscam adrenalinas em esportes radicais.Durante os dias de sol a ciclovia da região fica repleta de pessoas em bicicletas e patins, assim como barcos encostam de diversos paises pelo canal Rhône-Rhin.
Os barcos chegam pelo canal Rhône-Rhin
Uma pista de pratica de caminhada, bicicletas, patins :)
Um espetaculo da natureza de baixo ao alto da vila-forte. Caminhando pela orla encotnramos charmosas casas decoradas com muitas flores, desenho, objetos de artesanato e pequenos portos particulares decorados de acordo com a opção do proprietario. 


Uma das lendas que espalham mistérios na região é a do "Salto da Virgem". 
Reza a lenda que uma jovem um dia cuidava no alto do penhasco seus rebanhos, e de reente um bando de soldados surgiram e tentaram violenta-la. Ela fugiu correndo por entre os rochedos até a ponta do mais alto. Entre o estupro e a morte ela fez uma prece entregando sua alma para a Virgem e se jogou do alto dos rochedoss. Ela caiu delicadamente como se estivesse sendo levada pelo vento até o rio Doubs onde as aguas a carregaram gentilmente até a beira, sã e salva.

Assim a falésia guardou o nome Salto da Virgem e uma capela foi erguida para testemunha dessa encantada lenda.

Le Saut de la pucelleLe Saut de la pucelleLe Saut de la pucelleLe Saut de la pucelleLe Saut de la pucelleLe Saut de la pucelle
Le Saut de la pucelleLe Saut de la pucelleLe Saut de la pucelleLe Saut de la pucelleLe Saut de la pucelleLe Saut de la pucelle
Le Saut de la pucelleLe Saut de la pucelleLe Saut de la pucelleLe Saut de la PucelleLe Saut de la PucelleLe Saut de la Pucelle
Le Saut de la PucelleLe Saut de la PucelleLe Saut de la PucelleLe Saut de la pucelleLe Saut de la pucelle

Le Saut de la Pucelle, un album sur Flickr.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Uma visita para Colette°°°


Colette tem a mão realmente verde! Sozinha ela toma conta de sua herança de seus pais horticultores.Filha de agricultores, ela passou sua infância descobrindo as frutas e legumes que fazem as receitas mais deliciosas da região. Ela trabalha sem agrotoxicos e sem maquinas mecanizadas, sua ferramenta de trabalho as mãos. Ela prepara suas geléias, vinhos, compotas e licores tudo "fait maison" como dizem aqui, ou seja feitos em casa 100% natural.
Colette colhendo seus tomates
Uma linda dama de olhos cor do céu que faz da terra seu fruto mais precioso.
Em nosso primeiro encontro ela me confidenciou " Você sabe, as pessoas não me dão importância por eu ser uma simples agricultora, para se ter valor precisamos ter estudo. Mas minha vida é trabalhar a terra, é com ela que me sinto realizada"
Bom depois dessas palavras so tive que dizer : "Você é o livro que os futuros profissionais da terra precisam ler para serem cultos".
°°°Fruto de seu trabalho°°°

A estufa de tomates
 





quinta-feira, 16 de agosto de 2012

A menor biblioteca do Reino Unido°°°

Bibliotecas  British Telecom 
Uma cabine telefônica no Reino Unido funciona como um pequena biblioteca.
Os habitantes da cidade de Westbury-sub-Mendip ganharam um novo 24h no ar a biblioteca cabine telefônica. Depois que os moradores souberam a noticia que as emblematicas cabines vermelhas de Londres estavam sendo vendidas, e com o tempo desapareceriam, e seriam apenas vistas em museus, não deicaram mais as famosas vermelhas sairem da cidade. Elas foram recicladas e se tornaram mini-bibliotecas, mas com um grande potencial e diversidade cultural.

O conselho regional da cidade comprou uma cabine por apenas £ 1(uma libra).Nelas podemos encontrar, livros, DVDs, CDs,um grande sucesso come estilo velha escola.Ela é aberta 365 dias do ano, 24h por dia.Duerante a noite ela é iluminada para os leitores da madrugada antes de uma boa noite de sono. Um controle de obras também é regularmente feito para que os titulos sejam renovados, e os que ficam sem empréstimo são doados à uma obra de caridade local.

A idéia deu tanto certo que a empresa British Telecom recebeu 770 pedidos de comunidades vizinhas que procuram "adotar um quiosque vermelho". Algumas dessas cabines, cerca de 350, ja foram utilizadas como locais de arte, de banheiros e até sanitarios publicos.

Fonte:BBC NEWS.

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Gare de Pontarlier...

Gare de Pontarlier, em agosto de 2012
 

Com cerca de 837m de altitude a cidade de Pontarlier na região de Franche-Comté é a segunda cidade mais alta da França. A três horas de trem de Paris. 

Sua gare(estação) ferroviaria foi inaugurada em 1860, uma semana antes da inauguração da linha franco-suiça. Na época seus prédios eram de madeiras e foram pouco a pouco sendo substituídos por blocos em pedra. Ela foi considerada de primeira classe e direcionada aos viajantes internacionais. É a partir de Pontarlier que transitavam os grandes expressos em direção à Lausanne na Suiça. 

Várias personalidades desceram nessa estação, entre elas a Imperatriz Eugênia esposa de NapoleãoIII, o presidente da republica francesa Armand Fallières em 1910 e o Marechal Pétains em 1945.
Estação de Pontarlier na década de sua inauguração
A estação em agosto de 2012°°°







Naramazonie

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Macapa