segunda-feira, 29 de julho de 2013

Cadeados de amor...


Os alambrados da ponte das Artes em Paris suportam um peso de sentimentos deixados pelos enamorados que vagueiam pela ponte em busca de eternizar suas juras de amor. Esses cadeados são gravados com o nome do casal ou apenas suas iniciais e a data que foi colocado preso no tempo...
Essa prática apareceu sobre a ponte em 2008 e depois passou para outras pontos que atravessam o rio Sena. A origem desta prática é desconhecida, alguns dizem que ela apareceu na Europa entre os anos de 1980 e 1990 depois se propagou pela Europa Ocidental. Este simbolo amoroso existem tambmé na China onde os cadeados são colocados na base de uma montanha sagrada pelos noivos e recém-casados com a esperança que a união seja eternamente feliz.

Entre os dias 10 e 12 de maio de 2010, quase todos os cadeados foram levados durante a noite sem deixar rastros...na época cerca de 1600 a 2000 cadeados guardavam o segredo de amores do mundo todo, ficaram apenas 40, os mais robusto que não cederam aos vândados usurpadores de amores. Mas em seguida voltou ao normal, mas ainda existe muito vandalismo e há noites que centenas deles são arrancados, o espaço da brutalidade dura apenas uma noite e logo apos o amores florescem com mais força, como se enviassem uma mensagem aos usurpadores de desejos, que com certeza não conhecem o mar de AMAR :)

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Encontros com a leitura


Um projeto que iniciou em 2003 na época de verão aqui na região do Jura onde eu moro que se chama "Livros no caminho" ou seja um encontro que oferece uma segunda vida aos livros, onde diversos autores conhecidos ou não são descobertos.Um mundo imaginário aberto aos que descobrem esses tesouros durante suas caminhadas.
Essa operação literária viaja pela região em 11 cidades principais do Jura, uma caça ao tesouro do conhecimento que pede em troca dessa experiência que os leitores ao final da leitura, deixem os livros em lugares estratégicos onde possam continuar o caminho, ou seja em gares, paradas de ônibus, escadas, pontes, parques...Cerca de 1000 obras são espalhadas por vários caminhos. Uma surpresa para muitos como eu que parei para um descanso em um dos bancos da cidade e ao meu lado  "A casa de Jane" estava lá, então eu peguei e já comecei a devorar sua história e depois quem será o novo leitor???

terça-feira, 23 de julho de 2013

4 Rodas e um guarda-chuva

Um conceito lançado em 2003 a Paris o 4rodas embaixo de 1 guarda-chuva propõe  aos visitantes uma prestação original dentro de 2CV Citroem a arte de viver francesa. Com profissionalismo, paixão e criatividade  a agência desenvolve uma verdadeira experiência inesquecivel para quem procura seus serviços seja você em viagem de negócios, passeio, eventos...eles estão prontos na espera de novos aventureiros desvendando Paris em seus pontos misteriosos, elegantes e boêmio
O site www.4roues-sous-1parapluie.com

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Deux Magots, café parisiense

www.lesdeuxmagots.fr
Situado no 6º Distrito de Paris no bairro de Saint-Germain de Près, « Les Deux Magots » que quer dizer «as duas figurinhas chinesas » tem origem de uma loja de novidades que funcionava em 1812 na rua 23 rue de Buci. Após algum tempo a loja começou a vender tecidos de seda e peças íntimas. Esse comércio de sedas, e foi denominado de « Deux Magots » em homenagem a uma peça teatral da época chamada « Les Deux Magots de la Chine ». 

Em  1873, a loja é transferida para o bairro de Saint-Germain, e está até hoje com o mesmo nome transformado em um magnifico café parisiense chamado « Les Deux Magots ».
Em 1884 o café começa a tomar um lugar importante na vida cultural francesa, escritores como Verlaine, Rimbaud ou Mallarmé se tornam clientes habituais e assim nasce o café literário em 1933 através de um pequeno grupo de surrealista que decidem criar seu próprio concurso literário chamado de Prêmio LES DEUX MAGOTS. Um grupo seleto de escritores começa a frequentar o café entre eles Elsa Triolet, André Gide, Jean Giraudoux, Picasso,Fernand Léger, Prévert, Hemingway, Bob Welch, Sartre, ou ainda Simone de Beauvoir, são alguns dos mais assiduos escritores dessa época..
O Prêmio Les Deux Magots acontece no mês de janeiro de cada ano.


terça-feira, 16 de julho de 2013

Ponte dos pescadores no rio Garona



Uma visita ao centro comercial entre Bordeaux e a cidade de Bègles chamado Rives d'Arcins. Um lugar shopping aparentemente comum, na entrada as lojas de marcas de renome internacional expõem suas coleções. O aroma de café e dos croissants enchem os corredores de deliciosos e quando atravessamos a porta que dá para o rio Garona, é simplesmente um descoberta de prazer ao meio de tanta modernidade...um verdura incrivel e calma.

A região bordolesa tem uma grande história de vinhos, mas é também uma cidade de água. A alma da cidade é ligada diretamente aos recursos hidricos, pois é através dele que a ntaureza reforça suas forças.  No caminho a esquerda encontramos um trilha em ponte de madeira que nos leva de volta no tempo das cabanas de pescadores, elas ficaram paradas no tempo e sua posse é passada de geração a geração.


Essas cabanas de pescadores em estilo palafitas serviam para a pesca de rede que é colocada no rio através de um mastro de ferro com uma rede de pesca em forma quadrangular.
Para se chegar nas cabanas passamos por uma ponte de madeira que leva em direção a cada uma localizada na beiro do rio Garona. 
Durante a caminhada me deparei com as esculturas de metal  do escultor e artista plástico Michel Lecoeur. As esculturas ficam entre as arvores e o mangue em total harmonia com a natureza, a impressão que temos é que elas aparecem como magia, algumas como se estivessem surgindo do fundo do rio...








segunda-feira, 15 de julho de 2013

SNAPCHAT top aplic :)


Uma das ultimas aplicações ‪#‎cancan‬ da Silicon Valley (meu sonho de emprego rs), é o ‪#‎snapchat‬ e tá fazendo a fortuna dos seus inventores...a receita de sucesso? eis ela aqui...as fotos são apagadas sem deixar traços em dez segundos, ela foi concebida principalmente para as pessoas que enviam fotos "sexy" por sms...com cerca de 200milhões de fotos enviadas por dia o conceito de auto-destruição tem adeptos aos montes :) http://www.snapchat.com/

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Atenção FACEBOOKEIROS!!!



Facebook é um ótimo meio de desvendar os segredos de uma pessoa.
Segundo um estudo feito pelos pesquisadores da universidade de Cambridge e pela Microsoft Research, através do "like" "j'aime" "Curtir", é facil de descobrir sobre você. 
Armados de uma aplicação chamada de myPersonality, os pesquisadores analizaram as "curtidas" de 58 000 internautas. E assim eles conseguiram mapear se baseando nos critérios "psico-demográficos"que são eles: sua opinião política, sua preferência sexual (hetero ou homo), seu sexo, sua religião, seu carater, e sua origem étnica (Afro-Américain ou Causasiano).

Seja bem-vindo VERÃO2013 


Quando você escuta sorrisos das crianças na rua em festa, isso quer dizer que o verão chegou, enfim depois de 7 meses de friooooo \o/
Todas as quintas no parque Saint-Mauris o projeto Quintas de SRL reunindo musicos, artesãos e gastronomia regional em torno de uma grande churrascada :)
A criançada se diverte, o sol faz parte do espetaculo...
e quando a noite cai, os grupos musicais fazem o concerto da noite, assim a cidade dança e festeja a chegada do verão :)


Receita do AMOR :)

Bom dia :)

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Dois mil anos de história entre homens e vinhas




Saint-Emillion é um dos mais conhecidos da Europa e talvez do mundo. A região é tombada pelo patrimônio Mundial da UNESCO pelos seus vinhedos de excelência.
Saint-Emillion é antes de tudo o reflexo do merlot baseada nas nuanças florais e aromáticas, da luz do dia e do silêncio da noite
As roseiras são plantadas no começo das fileiras de vinhas para indicar a saude do vinhedo, pois sua sensibilidade é grande. De acordo com fontes antigas esse método era usado para descobrir problemas de origem de pragas nas plantações. :)
•.¸¸.••Como tudo começou...
A história desse vilarejo é marcada pelas vinhas, mas também pela sua generosa arquitetura e sua gastronomia. O reconhecimento desse vinho no mundo todo é devido as JURADES que foi criada em 1199 por Jean Sans Terre, rei da Inglaterra que delega poderes aos escolhidos de Saint-Emillion e em troca ele poderá usufruir dos vinhos bordoleses. As JURADES acabaram durante a Revolução Francesa em 1789. 
As Jurades, confraria do vinho de Saint-Emillion
Mas em 1948 alguns viticultores renascem essa tradição, e se tornam os embaixadores dos vinhos de Saint-Emillion a través do mundo com a ambição de tornar conhecida e garantir a autenticidade e a qualidade de seus vinhos. Em junho se organiza todos os anos a festa da Primavera (la Fête de Primtemps) e o banho da colheita em setembro. Durante os eventos os membros da JURADE desfilam pela cidade medieval vestidos de uma túnica tradicional vermelha relembrando uma bela época.

Uma visita pelas ruas, podemos observar o serpenteio do tempo em cada pedra cravada nas construções medievais. Saint-Emillion é um verdadeiro museu a céu aberto e, portanto, um homem eremita começou a construí-la no século VIII. Um monge Breton nativo de Vannes chamado Emillion escolheu o lugar de recolhimento antes chamado de Ascumbas. Ele fez do lugar seu retiro espiritual deixando tudo para trás e recomeçando a evangelizar a população local, criando assim uma grande cidade monástica, a qual os féis deram seu nome.

•.¸¸.••Território de Saint-Emillion...
Oito vilarejos formam o território de Saint-Emillion e são escritas no patrimônio mundial da Humanidade em 1999 sob o titulo de « paisagens culturais » são elas: Saint-Emillion, Saint-Laurent des Combes, Saint-Christophe des Bardes, Saint-Pey d'Armens, Sain-Etienne de Lisse, Saint-Sulpice de Faleyrens, Saint-Hippolyte et Vignonet.
A diversidade dos terroirs, o grande numero de viticultores, as diferentes técnicas de cultivo de vinhas e a vinificação oferecem uma grande variedade de vinhos. 

São 5400 hectares de vinhas, 860 produtores, cepagem dominante MERLOT, duas apelações Saint-Emillion e Saint-Emillion grand cru. 

O toque que faz a diferença... 
Doçura e maciez do tempo que molda os tesouros gastronômicos de Saint-Emillion.
O famoso macarron de Saint-Emillion depois do vinho é o mais conhecido de todos, é uma das especialidades de Saint-Emillion. Ele é fabricado desde 1620 criado pelas irmãs do convento das Urselines. A receita foi repassada para alguns habitantes da região e de geração a geração elas são mantidas no maior segredo. Hoje, segundo os habitantes, a detentora da verdadeira receita é Nadja Fermigier que sucedeu Madame Blanches, e é a única a fazer os macarrons de Saint-Emillion.

terça-feira, 9 de julho de 2013

A Harpa de Raphaël...

Praça Saint Mauris de Dole

Encontros marcantes, é assim que vejo a magia da imagem quando coloco minha máquina fotográfica na mão e saio para o passeio diário.
No fim de tarde o lugar ideal para acompanhar o pôr-do-sol e o movimento da cidade é a praça Saint-Mauris. Lá ficou ainda o ar de uma bela época, para quem já teve a oportunidade de ver as fotos antigas desse lugar, como eu J.

Meu olhar caçava o mínimo movimento para fazer a melhor foto da tarde. E de repente em um banco atrás do chafariz dois jovens esperavam o tempo passar. A moça com seu violão, como sempre algo que me faz lembrar de meu país natal, e ela me fez lembrar nossa Bossa Nova, a nova geração, ela ensaiava algumas notas timidamente. 
Para minha surpresa o jovem que a acompanhava no banco, tirou de dentro de uma capa uma harpa, sim isso mesmo, coisa de filme de fadas e duendes. E coincidências a parte, não é que ele lembra mesmo os personagens de filmes de contos de fadas, logo fiz a associação com os duendes do Senhor dos Anéis :o.

 Mas esse jovem com ar de anjo e personagens de conto de fadas se chama Raphael, isso mesmo rs mais uma coincidência o nome de um dos anjos mais famosos que conheço. Ele está na trilha da musica e sua proxima parada a cidade de Fontaine francaise, e caso não consiga, ele parte para Bretanha para comprar uma nova. Como todo jovem aventureiro, em seu olhar podemos ver o desejo de rodar o mundo.
Raphaël, harpista
Raphael me perguntou de onde eu vinha, e respondi “do Brasil, sou brasileira”, ele com um grande sorriso disse “mas o que você veio fazer aqui nessa região fria, o Brasil é um país maravilhoso, musical e de sol”...ele não deixa de ter razão, mas essa é uma outra história.
Então ele me descreveu rapidamente seus sonhos. Ele pensa em ir para América do Sul, uma viagem de descobertas começando pelas Ilhas Canárias, pois existem barcos que partem em direção ao Brasil. O meio de pagar a viagem é oferecendo seu serviço.O barco-stop, como é chamado são nembarcações que aceitam equipagem em troca da viagem gratuita até o destino final, são muito usados pelos aventureiros das aguas que desejam aportar em outros continentes.
Mais um lindo encontro, que venham outros :)

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Soulac mistura de mar e vinho...

Entrada para a rua veraneia principal de Soulac
Situada a cerca de 90 km de Bordeaux a cidade veraneia de Soulac-sur-Mer é uma das principais da região  de turismo praia da Gironda. Depois de 2h e 30 min de rodovia com um trânsito intenso nessa época do ano mas vale a pena para ver o mar,a areia e o verde dos pinheiros em sintonia com as águas do atlântico.
Pé na estrada!!!
O que me chamou atenção ao chegar foram as chamadas villas de Soulac, ou seja casa des estilo particular construidas de tijolos vermelhos, barro, decô de bordas esculpidas em madeiras chamadas de lambrequins.
Outro particularidade é que aqui nesse mar de areia nasciam vinhedos e que fazem parte das rotas de vinhos bordolesas.
Cerca de  5 à 8 km em direção oeste o vinhedo do Médoc afinca suas raizes nesse clima que propicia os aromas das vinhas que não amam o frio, essa junção de mar, sol e vento seduz o tempo e dá sabor aos famosos vinhos dessa região conhecidos mundialmente. São 15 000 hectares de vinhedos com 8 denominações de origem controlada os famosos AOC franceses...e para os amantes dos vinhos esses três nomes fazem sonhar : Margaux, Moulis, Lis


A rua principal é plena de pequenos comerciantes com artigos de verão, e claro a moda que pega no pé não pode faltar...as Havaianas invadiram a praia!!! Bom é verdade que podemos encontrar as verdadeiras que não soltam as tiras e não tem cheiro, mas as cópias estão por toda a parte.




Uma parada para prestigiar a historia desse pequeno vilarejo seus artistas e seus escritores...
Eu sempre visito os mercados quando chego em uma cidade, mas dessa vez ele estava fechado fiquei só no desejo de descobrir o sabor local.
Mercado da cidade
E minha rota continua rumo ao mar. Um convite aos pés, ao corpo, uma banhada no oceano do meu país natal, isos me deixou um pouquinho mais perto do Brasil, apesar da distância o cheiro desse país tropical que encanta e me deixa saudosa está em toda parte que eu viajo :)

La na linha do horizonte uma construção me chamou a atenção, a primeira vista mais parecia a Torre Eiffel, claro que não era rs, mas essa é a primeira impressão que ficou pela sua forma muito parecida.
Esse é o farol de Cordouan que fica a 7km de mar a dentro no estuário da Gironda. Esse é o mais antigo farol e atividade da França foi construido em 1584 é chamado também de Versailles do mar pelo seu explendor luminoso.
A rota de Santiago de Compostela também passa por aqui...

Para finalizar o passeio o pôr-do-sol, e o sorriso de ter aproveitado esse lazer simplesmente apreciando a natureza do homem e do planeta.

Até a próxima parada :)

Naramazonie

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Macapa