terça-feira, 31 de agosto de 2010

A cidade Medieval de Saint Guilhem-le-Désert

Ao encontro de uma das mais belas et excepcionais vila turística, Saint Guilhem–le-Désert,situada no departamento de Hérault no sul da França.
Suas ruelas floridas, suas casas em pedras, suas numerosas fontes fazem um convite à uma aventura na história  médieval durante toda a visita.
Centro da vila de Saint Guilhem
Praça da Liberdade

A praça da Liberdade com suas  magestosas arvores centenárias e seus bares e cafés à sombra. O Convento de Gellone  é classidicado como patrimônio Mundial da UNESCO, uma parada obrigatória para o peregrinos na trilha para Saint Jacques de Compostelle depois de mais de 12 séculos.
Vista da vila de Saint Guilhem
Convento de Gellone
Hoje os artesãos e comerciantes da vila recebem os visitantes  por horas ou dias inesquecíveis. Nas rotas de compras, os produtores locais oferecem o melhor do sul da França. A arte é presença marcante por todos os arredores, pintores expõem suas obras aos amantes e apreciadores das paisagens medievais da região.
Os restaurantes propõem uma degustação aos peixes e mariscos e uma visitação nas caves para uma degustação dos vinho regionais.
Restaurante
Os vinhos regionais para desgustação dos visitantes
Rio Hérault e suas águas refrescantes, um convite ao banho

Uma aventura de canoa e kayak pelo rio Hérault
Ponte do Diabo
O rio Hérault oferece banhos e descidas em suas águas de canoa e kayak entre os vales, passando por debaixo da ponte do Diabo, uma das mais antigas pontes da arquitetura romana da França. Para quem adora uma escalada um visita ao monte de Saint Guilhem é uma aventura de mais alta adrenalina.
Parada obrigatória antes de chagar à Vila de Saint Guilhem

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Meu conto de Natal

Cidade de DOLE
O período de Natal e Ano Novo são esperados com ansiedade por crianças, jovens e adultos. Não importa a idade ou classe social. Todos encontram um modo de viver essa época mágica e que nos faz sonhar com o velhinho rechonchudo e sua renas. Além de um pensamento no nascimento do menino Jesus, nossas preces nessa noite de estrelas brilhantes e um céu incrivelmente marcado de luzes, é a paz para todos e um ano novo de novas realizações.
Vou contar para vocês um Natal que marcou minha vida e será sempre o melhor conto de Natal da minha vida.
Meu primeiro pinheiro de Natal

A VERDADEIRA MAGIA DA NOITE DE NATAL

"Durante toda minha infância esperava a chegada dessa época mágica e que, ao meu ver, em novembro já começávamos à perceber os sinais que ela estava chegando. Na primeira semana de novembro é o dia que começava a enfeitar a árvore, colocar as luzes e a decoração por toda a casa. Adorava ir com meu pai fazer as compras e preparava o menu de Natal para toda família.
Assistia todos os filmes de temas natalinos e virava uma verdadeira cinéfila!!!Mas o Natal não estava completo, para mim faltava um elemento que, sem ele a magia não estava completa, eu cresci vendo nos filmes e nos livros.... A NEVE!!!!
Em 2007 passei meu primeiro Natal na França, e como se o destino estivesse preparando uma surpresa, a cidade de Dole está localizada em uma regiéao onde neva bastante. Durante todo o mês de dezembro tinha uma ùnica pergunta que repetia todos os dias "Quando começa a nevar???", até um dia recebi a notîcia que nesse inverno a neve chegaria mais tarde e só em janeiro...que decepção!!! Mas não desistia e todas as noites olhava pela janela à espera da neve, o cenário já estava pronto, pois no quintal de casa, os pinheiros estavam prontos e para ficar perfeito faltava a convidada especial chegar. Durante à espera passávamos as noites à contar historia de nossa infância sobre as noites de Natal, e um certo dia meu marido perguntou ao meu filho, que na época tinha 12 anos, quando ele iria escrever sua carta para o papail noel, pois era tradição na França todas as crianças escreviam suas cartinhas fazendo seus pedidos, mas que deveriam ser sinceras e escrever o que tinham feito de errado para que pudessem receber seus presentes , pois o papai noel sabia de tudo!!! Meu filho olhou sem acreditar muito e perguntou se já tinha alguma criança que havia recebido o que pediu, e prontamente meu marido disse que sim, e mais ainda, que o própio papai noel vinha deixar o presente  e o colocava no sapato  que deveria ser colocado ao pé da árvore e também deveríamos deixar sobre a mesa na noite de 24 para 25,  um copo de leite sobre a mesa, pois ele adorava tomar seu leite antes de continuar sua jornada. Incrivelmente encantado com a revelação, vi nos olhos de meu filho um brilho especial de um joven de 12 anos que ainda acreditava em papai noel...pensei "não posso estragar esse momento mágico para ele" e aceitei em entrar no ritmo e no outro dia ele me mostrou a carta, pronta, e percebi que ele passou a noite à escrever, observei que ela estava bem volumosa!!
Um dia antes do Natal, mas sem jamais esquecer "Quando vai começar a nevar??" na noite de 23 de dezembro, meu marido me chama à janela às 23h00, eu já estava dormindo e ele aponta para a janela......Uauuuu a neve!!!! Fiquei horas à observar ela cair em diferentes tamanhos, cristalizadas e avistava também as árvores que começavam a ficar brancas...perfeitooooo!!Para mim o Natal estava completo. Com a chegada da neve meu marido resolveu fazer uma brincadeira com meu filho e disse que à partir desse dia iria fechar todas as janelas, e rapidamente meu filho perguntou como o papai noel vinha deixar seu presente se ele encontrasse tudo fechado?? Durante a noite fechamos as janelas que davam acesso ao terraço, fomos para o quarto e esperamos ver o que iria acontecer, e se realmente meu filho tinha acreditado na história que contamos, ele iria esperar todos dormirem para poder abrir as janelas. Ficamos no quarto aguardando e a meia-noite escutamos ele abrindo as janelas e meu marido comentou " ele realmente acredita em papai noel". Foi uma noite mágica para mim que fiquei emocionada em saber que meu filho ainda fazia parte do espírito de Natal que enche a cada ano o coração de milhares de crianças em todo o mundo."
Os pinheiros

Uma noite de Natal
Centro da cidade de  Dole
Esse momento ficará marcado para sempre em nossas vidas e espero poder contar aos meus netos esse conto de Natal que ultrapassa as barreiras do imaginário e se realiza.
Hoje em dia com o avanço da modernidade, não podemos deixar as crianças perderem esse espírito de Natal  e se perderem no consumismo materialista.
Muitos perderam a magia de descobrir o que reserva o presente que está no pé da árvore de Natal, a maioria escolhem semanas antes do Natal e não há surpresas. Não há  preço para ver a felicidade nos olhos de uma criança quando desembrulha seu presente e em seguida observamos a expressão de felicidade e o brilho nos olhos. Sei que muitos não viveram o Natal com boas lembranças, mas precisamos dar continuidade aos sonhos de nossos filhos, netos e bisnetos e tentar viver essa magia que é real e presente, pois sem ela o mundo seria um vazio, e cairíamos na incerteza de um novo ano sem novas perspectivas.
Eu e o papai noel
Precisamos viver juntos com nossos filhos os sonhos e fantasias, e eles com certeza serão a realidade do amanhã!


quarta-feira, 25 de agosto de 2010

A cidade do sol que nunca dorme, Montpellier


Praça da Comédia-Centro de Montpellier
Assim é chamada a cidade de Montpellier, localizada no departamento de Hérault na região de Languedoc-Roussillon, próxima do mar(10km) Mediterrâneo. Seduz pela sua doçura, sua cede de cultura e festa. Passagem obrigatória antes de conhecer as lindas praias do sul da França. Ela é a 8ª cidade mais populosa da França e a 7ª cidade universitária depois de Paris, Lyon, Toulouse, Lille, Marseille e Bordeaux.
Maravilhosa Montpellier
Local de espetáculos à céu aberto durante o ano todo
Cidade milenar (ela abriga a mais antiga universidade de medicina da Europa, ainda em atividade), Montpellier é, ao passar dos anos, dotada de realizações, não deixando à desejar de outras grandes cidades da França ou do mundo.
Bares e cafés do centro da cidade
Não poderia faltar um verde amarelo que nos lembra o Brasil

Os maiores arquitetos deixaram suas marcas na cidade como Ricard Bofill (bairro neo-clássico) e Jean Nouvel que construiu a nova prefeitura.
Podemos se perguntar porque a cidade se desenvolve com uma tamanha rapidez...A explicação é simples: Montpellier "atrai", incontestávelmente!! A tal ponto que em 30 anos a população foi multiplicada por três, passando de 80.000 habitantes em 1979 à 245.000 atualmente. Un fenômeno que dura, pois a cada ano, são perto de 4.000 novos visitantes que se instalam na capital para fazerem uma nova vida ao sol.

Parque temático da Serra Amazônica - Montpellier
Verdadeiramente sedutora... destinação urbana e cultural em primeiro plano dos turistas. Montpellier soube combinar as facilidades de uma grande cidade à docura de viver sob o sol e o mar do Mediterrâneo.
Espaços para caminhadas, áreas arborizadas, ruas medievais, hotéis particulares dos séculos  XVII e XVIII, mercados perfumados, sem esquecer a diversidade de bares e cafés animados, o museu Fabre, o bairro Odysseum, a serra amazônica do parque zoológico de Montpellier, em resumo uma cidade moderna com sabor de antigamente.
Montpellier, uma cidade que não pára, que vibra e que vive simplesmente...
Ruas do centro da cidade de Montpellier
Opera da Comédia

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Feiras populares

Uma maneira interessante de reciclar, achar novas utilidades para objetos que não usamos mais, ou simplesmente estão esquecidos nos cantos da casa. A "brocante" "Marché aux puces" "vide-garnier", "braderie", como é chamado na França e existe em todas as regiões e ficou definitivamente na vida dos franceses nos anos 70 e se firmou nos anos 80.

Os brocantes sobre a ponte de Paris, ilsutração de de Jean Henry Marlet
Muitas vezes encontramos objetos de coleção, livros antigos, porcelanas, peças de decoração e mobílias. Para os colecionadores e amantes de antiguidades é um verdadeiro museu de peças raras em exposiçéao por todo o país.
Na cidade de Dole e nos arredores da região visito as feiras populares na busca de livros e peças de decoração. Depois de me instalar na França minha paixão pelos livros aumentou e isso ajudou bastante em meu desenvolvimento da língua francesa.

cidade de Dole

cidade de Dole
O mais importante mercado de vendas de brocantes, com aproximadamente 10000 expositores a cada ano encontramos no centro da cidade de Lille durante o primeiro fim de semana de setembro.
Brocante na cidade de Lille-France
Milhares de visitantes todos os anos enchem as ruas de Lille

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

O rei do desenvolvimento sustentável é tailandês

Rei da Tailândia depois de 1946 - Bhumibol Adulyadej

Conhecemos a Tailândia pelas suas belas e paradisíacas paisagens, seu potencial turístico, sua cozinha refinada, mais fora todos esses clichês, não conhecemos o rei do desenvolvimento sustentável que governa o país desde 1946. Bhumibol Adulyadej,nasicod nos Estados Unidos em 5 dezembro de 1927, sua magestade o rei da Tailândia reina há mais tempo e o chefe de Estado mais antigo ainda em serviço de todo o mundo. Ele pratica no seu país sua tese do desenvolvimento durável compartilhado com milhões de pequenos produtores agrícolas.
Ele é conhecido também pelo maior reinado da historia. Sempre no poder, ele emprega depois de 1974 o modelo de ecônomia de autosuficiência. Ele estimula os pequenos agricultures agrícolas à procurar satisfazer primeiramente a autosuficiência alimentar, a diversidade de suas produções e uma mínima dependência dos produtos industrializados. Mais precisamente, ele propõe uma atitude de moderação, integração no ecosistema e organização cooperativa e solidária no seio da comunidade.
Inspirado na religião Budista e em pensadores como Erns Fritz, as idéias do rei agradava os homens poderosos da ecônomia durante a década de 80 e 90 época da explosão econômica. A crise de 1997 que abalou fortement a Tailândia, e mais globalmente a crise mundial atual do capitalismo e o desgaste ao meio-ambiente, deram existência e força à suas teses.

Um dos conceitos aparentes da ecônomia de autosuficiência é de  « Imunidade Social » e que o produtor e sua comunidade devem privilegiar a diversidade de seus recursos, a autosuficiência alimentar, antes de se enganjar no desenvolvimento de culturas de maior geração de renda e de consumismo.

Assim, face à econômia mundializada, o desenvolvimento imoderado de uma agricultura intensiva mecanizada, e de uma monocultura em todo o mundo que nunca enriqueceu verdadeiramente os agricultutores, o rei não cessou de empregar um modelo de desenvolvimento moderado, etapa por etapa, e sobretudo diversificado.

Seu modelo de desenvolvimento sustentável é que cada produtor deverá dividir sua produção em quatro, ou seja:

30% dedicada à cultura do arroz (destinado prioritairement à consumação familiar, e o excedente comercializado)
30% dedicada à construção de reservatorios d’água
30% dedicada as culturas frutíferas, hortas, grãos e também, criação de aves, animais bovinos, tanto para alimentação familiar como para a produção de adubos naturais
10% para habitação

Um exemplo prático à sua teoria.
Ele desenvolveu fazendas modelos e centros de aprendizagem em todo país seguindo seu modelo, começando por sua fazenda bio, que está instalada em seu palácio no coração de Bangkok.
 
Un rei experiente, hoje com 73 anos, mais que percorreu o país durante vários anos, incansalvemente, ao encontro de seus pequenos produtores com novas idéias além do modelo intensivo e o pensamento único globalizado. De visão diversificada que ousou realizar seus sonhos de um mundo melhor para seu povo empregando a agricultura orgânica, as técnicas agro-ecológicas e os princípios de moralidade inspiradas na espiritualidade budista: a moderação, a cooperação, o respeito ao ser vivante sob todas as formas.
Um exemplo que marcará e provalvelmente influenciará nossos dirigentes políticos à favorizar as pratiquas duráveis e à defender uma verdadeira visão do desenvolvimento.
 
Fonte:

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

As Salinas de Salins-les-Bains

A cidade de Salin-les Bains foi a segunda cidade mais importante da região de Franche-Comté depois de Besançon até a época moderna. Seus prédios publicos e religiosos testemunham seu passado glorioso. A cada esquina das ruas os visitantes tem um encontro marcado com sua historia.
Vista da cidade de Salins-les-Bains
A cidade deve sua fama  e seu poder, desde à Idade Média, ao sal que ela explorava e comerciava. Construída em torno do "ouro branco", as salinas foram por um longo período uma verdadeira fortaleza da cidade. Depois de mais de 1200 anos de exploração, elas pararam de produzir em 1962. Hoje transformada no Museu do Sal, ela faz parte depois de 2009 da lista dodo patrimônio Mundial da UNESCO. Suas maravilhosas galerias subterrâneas do século XIX  religam duas entradas onde as águas salgadas eram empurradas para subir à superfície.

Museu do Sal

Subterrâneo das salinas

Guia do Museu em excursão com os visitantes

Um documentário sobre a historia das salinas é disponível para o publico presente

Um espetácul de historia
O Museu recebe por ano 50 000 visitantes em visitas guiadas e comentadas durante 1 hora.

Piscina de Aguas termais de Salin-les-Bains
Outro lugar que vale à pena visitar também são as piscinas termais que atraem visitantes que procuram para fins terapêuticos e bem-estar. As termas de Salins-les-Bains são classificadas entre as melhores do mundo.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Boeuf Bourguignone


Ingredientes para 6 pessoas
1 kg de carne cortadas em cubo
4 cebolas grandes
6 cenouras
1 cabeça de alho
cebolinha/cheiro verde
4 colheres de trigo
400 grs de champignons
200 grs de bacon defumado(cortado em cubos)
Sal
Cominho e pimenta
Vinho tinto (duas garrafas)

Marinada
Em um recipiente grande coloque a carne, as cenouras em rodelas, sal, pimenta e cominho, alho, cebolinha, cebolas e cubra com vinho tinto, deixe marinar durante 24 horas.

Modo de preparo
Em uma panela retire os pedaços de carne e doure em oleo quente durante alguns minutes e quando estiverem dourados polvilhe com o trigo e mexa por mais 2 minutos para o trigo incorporar na carne.
Reserve o vinho com os ingredientes.
Em outra caçarola doure o bacon. Misture o bacon a carne, sem ajustar a gordura.
Junte o preparo do vinho à carne, e o restante dos outros ingredientes misturando-os em uma panela funda e deixe cozinhar por 30 minutos,  apos coloque os champignons e deixe por mais 2 horas.
Se necessário coloque água até que cubra a carne durante o cozimento.
Sirva com purê ou arroz branco.

Tagliatelles ao Salmão


Ingredientes
1 pct de Macarão tagliatelle oud e sua escolha
500 grs de salmão defumado
cebolinha
alho
Oleo de oliva
2 cebolas médias picadas
1 lata de creme de leite
queijo ralado

 Preparo
Prepare o macarrão em água fervente com umas gotas de oleo de oliva  e sal.
Em uma caçarola prepare o salmão defumado em pequenos pedaços, cebolinha, alho, cebolas e leve ao fogo até ficar dourado. Baixe o fogo e coloque o creme de leite e mexa delicadamente por mais 4 minutos.
Coloque em um recipiente a tagliatelle e por cima o salmão.
Sirva quente com queijo ralado, rodelas de pão e um bom vinho branco.
Bon appétit!!


Acima do horizonte


Um visita ao Monte Poupet , 850 m de altura um dos ponto turísticos mais visitados por turistas e amantes do vôo livre. Situa-se no Jura, no territorio de Salin-les-Bains, ele domina o vale e oferece um panorama maravilhoso onde podemos avistar o Mont Blanc. Para a orientação dos visitantes, no ponto mais alto encontramos um cruz e uma tábua de orientação com todos os pontos visíveis ao horizonte.

Competições de vôo livre

vôo livre ao Mont Poupet

Tábua de orientação
um sentimento de liberdade
O Mont Poupet entra na historia com a experiência de Louis Pasteur "Génération spontanée" no século XIX, sobre a aparição de um ser vivante sem descendentes ou pais. Hoje sua experiência perdeu o crédito científico, exceto pelas pequisas sobre a origem de vida na terra.
<> 
<><>
Local da experiênci a de Louis Pasteur
Cultura Popular
Contam que no 8ª dia depois da Páscoa, três ou quatro sol aparecem simultâneamente atrás da montanha. Mais so as almas totalmente inocentes podem assistir ao espetáculo.
De historias de gigantes, ou mesmo de extraterrestres viram lenda do Mont Poupet.

Mont Poupet

Adicionar legenda

Pontarlier cidade do Absinto


Nossa proxima parada uma visita  no departamento do Doubs. Centro comercial, cultural e turístico do alto Doubs. Pontarlier está situada a mais de 800 metros de altitude, é a segunda cidade mais alta da França depois de Briançon.
Pontarlier é conhecida internacionalmente graças a produção de absinto no início do século passado. Hoje ela fabrica o absinto em duas destilarias da região.
Museu do Absinto a Pontarlier - site:http://www.museeabsinthe.com
Uma visita ao Museu Municipal da cidade com a historia, retrospectiva de seu passado industrial da produção do Absinto e as fabricas de queijo Comté.

Castelo de Joux, localizado à 5 km da cidade, forte militar da idade média. Antiga prisão do estado onde passaram prisioneiros como: Mirabeau, Toussaint Louverture, ...

Château dfe Joux - Pontarlier

Lago de Saint-Point o terceiro maior lago da França, onde os visitantes são convidados à caminhadas, passeios de bicicletas, pesca, canoe-kayak e aventuras de barco a vela.

Lago Saint-Point

Os eventos e festas:
As feiras de quintas e sábados pela manhã
Campeonato de França de Tarot em abril
Exposição de arte em maio e setembro
Festa do Absinto no início de outubro




Recentemente foi designada como uma das mais belas cidades da França, pois é uma cidade verde por natureza, limpa e remarcável por sua beleza e sua arquitetura.

Naramazonie

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Macapa