domingo, 6 de novembro de 2016

Respeito à qualidade de vida



As frutas e legumes necessitam de condições climaticas especificas para crescer naturalmente. Fora desse periodo, eles são cultivados em estufas que necessitam de uma quantidade de energia significativa.
Para limitar o impacto de nossa alimentação sobre o clima, vamos privilegiar os legumes e frutas da estação, assim contribuiremos para a diminuição do impacto devastador no planeta. 
Citando apenas como exemplo, um tomate produzido localmente em uma estufa abastecida com energia elétrica, gera 7 VEZES MAIS gas carbônico que o mesmo tomate produzido naturalmente sem mudança de estação pelo homem.
Foto: Paisagem de campos coloridos perto de Sarraud, Vaucluse, France (44°01’ N – 5°24’ E). ©Yann Arthus-Bertrand.
A CADA METODO SEU IMPACTO
Todos os métodos agricolas não tem o mesmo impacto no clima, na biodiversidade ou no solo. Os métodos que limitam a utilização de recursos (agua, energia, etc.) e de produtos quimicos sintéticos (pesticidas, adubos, etc.) são mais duraveis pois eles respeitam mais o meio ambiente.
Em casa, na cantina da escola, ou no restaurante vamos privilegiar o maximo possivel os produtos que são derivados da agricultura organica: ela garante uma utilização limitada ao produtos fitosanitarios que autorizam somente adubos naturais.

Na foto estufa iluminada perto de Sauvo, região de Varsinais-Suomi, Finlandia (60°18' N – 22°36' E). ©Yann Arthus-Bertrand.

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Vamos tirar férias????


#Rota156
Vamos tirar uns dias de férias?
Para onde vamos?
Que tal sul do Brasil, sudeste ou centro-oeste?
Não, vamos conhecer mais onde moramos?
Então, assim decidimos onde passar uma semana de qualidade de vida, claro que precisamos de verde, muito verde para que seja completa essa tão sonhada qualidade de vida. Ouvimos tanto falar nessas três palavras interligadas e de muita força, mas preferimos a comodidade das grandes cidades, com hotéis plenos de regalias, uma comodidade até meio superflua...pois afinal pagamos pelo acolhimento!
 Mas a gente aprende que nada melhor do que lar doce lar, precisamos de disciplina, de comodidade sim, mas sem abuso, com respeito por onde passamos, pelas tradições, pela culinaria, pelo jeito de viver de cada lugar :)
Vamos pegar a rodovia 156! Afinal, muitas emoção foram e são vividas nela durante meu trabalho pela universidade, e ainda continuamos trilhando essa rota.
Saimos de Macapa às 6h40. Hà uma parada para um café ao chegar no municipio de Porto Grande, mas optamos pela parada de Tartarugalzinho, onde tem um queijo e doce de leite da fazenda, ou seja, artesanal. Cada lugar tem sua particularidade, essa região do Brasil é rica em diversidade, receitas, produtores que nascem ou que se perdem no esquecimento e na falta de apoio dos gestores responsaveis pelo desenvolvimento de nossa gente e de nosso Estado :/
Abaixo você pode ver a rota 156 de Macapa a Oiapoque. Trilha de rali, muitas curvas perigosas, 112km sem asfalto, tem que ter muita cautela e tranquilidade!

A rodovia é bem sinalizada. Os vândalos danificam algumas placas e acaba prejudicando um pouco a viagem, mas até Calçoene a comodidade é garantida se você for um motorista disciplinado.
Passamos pelo municipio de Ferreira Gomes, deu vontade de parar. Esse lugar é mais conhecido pelas hidrelétricas e o carnaval fora de época que balança muito a região.
A estrada de acesso é maravilhosa, com luminarias até chegar à beira do rio Araguari. Uma vista deslumbrante.Em breve farei uma visita mais demorada com descobertas mais minuciosas sobre esse lugar.



Hoje as pousadas e hotéis exitem em bom numero, aconchegantes, bonitas, floridas, saborosas, dentro e fora da cidade.Dê uma paradinha e informe-se.


Bom,vamos continuar a estrada, Ferreira Gomes fica para tras mas em breve venho passar uns dias para degustar, passear, e conhecer mais esse lugar de beleza natural encantado :)

Vamos tirar férias????


#Rota156
Vamos tirar uns dias de férias?
Para onde vamos?
Que tal sul do Brasil, sudeste ou centro-oeste?
Não vamos conhecer mais onde moramos?
Então, assim decidimos onde passar uma semana de qualidade de vida, claro que precisamos de verde, muito verde para que seja completa essa tão sonhada qualidade de vida. Ouvimos tanto falar nessas três palavras interligadas e de muita força, mas preferimos a comodidade das grandes cidades, com hotéis plenos de regalias, uma comodidade até meio superflua...pois afinal pagamos pelo acolhimento!
 Mas a gente aprende que nada melhor do que lar doce lar, precisamos de disciplina, de comodidade sim, mas sem abuso, com respeito por onde passamos, pelas tradições, pela culinaria, pelo jeito de viver de cada lugar :)
Vamos pegar a rodovia 156! Afinal, muitas emoção foram e são vividas nela durante meu trabalho pela universidade, e ainda continuamos trilhando essa rota.
Saimos de Macapa às 6h40. Hà uma parada para um café ao chegar no municipio de Porto Grande, mas optamos pela parada de Tartarugalzinho, onde tem um queijo e doce de leite da fazenda, ou seja, artesanal. Cada lugar tem sua particularidade, essa região do Brasil é rica em diversidade, receitas, produtores que nascem ou que se perdem no esquecimento e na falta de apoio dos gestores responsaveis pelo desenvolvimento de nossa gente e de nosso Estado :/
Abaixo você pode ver a rota 156 de Macapa a Oiapoque. Trilha de rali, muitas curvas perigosas, 112km sem asfalto, tem que ter muita cautela e tranquilidade!

A rodovia é bem sinalizada. Os vândalos danificam algumas placas e acaba prejudicando um pouco a viagem, mas até Calçoene a comodidade é garantida se você for um motorista disciplinado.
Passamos pelo municipio de Ferreira Gomes, deu vontade de parar. Esse lugar é mais conhecido pelas hidrelétricas e o carnaval fora de época que balança muito a região.
A estrada de acesso é maravilhosa, com luminarias até chegar à beira do rio Araguari. Uma vista deslumbrante.Em breve farei uma visita mais demorada com descobertas mais minuciosas sobre esse lugar.



Hoje as pousadas e hotéis exitem em bom numero, aconchegantes, bonitas, floridas, saborosas, dentro e fora da cidade.Dê uma paradinha e informe-se.


Bom,vamos continuar a estrada, Ferreira Gomes fica para tras mas em breve venho passar uns dias para degustar, passear, e conhecer mais esse lugar de beleza natural encantado :)

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

A tradicional culinaria francesa em Macapa


De origem da região de Franche-Comté Laurent Chamblay é um profundo conhecedor do terroir da região que nasceu, onde o jardim são as montanhas do Jura :)
Em março de 2016 abriu sua maison de receitas artesanais  @LeCafeBistrot situado em uma das areas mais tradicionais de Macapa, o bairro do Trem (Rua Jovino Dinoa, 3126,Trem)
Veja uma de suas receitas que foi ao ar no programa Amazonia em Revista da Tv Amapa.
O @LeCafeBistrot esta aberto para o café da manhã, o almoço e o café da tarde.Os menus do café são plenos de receitas artesanais sem aromatizantes ou produtos altamentes industrializados, os pães e croissants são massas 100% da maison.
Visite, deguste e aprecie esse maravilho local, pleno de lar doce lar e descubra um pouco mais sobre a  verdadeira gastrnomia francesa ;)
http://redeglobo.globo.com/am/redeamazonica/amazoniarevista/videos/t/amapa/v/amazonia-revista-aprenda-a-fazer-o-prato-frances-ratatouille/5347218/

sexta-feira, 22 de abril de 2016

De volta...



Boa tarde, ah gente muita coisa pra contar, mas aos poucos vou descrevendo um pouco dessa nova profissão, como escritorio, a cozinha :)
Vida corrida, mas sem descuidar de ver o amanhecer e o pôr-do sol :) Isso é muito importante para qualidade de vida!

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

BR 156 e BR 210

E nossa #RotadoTurismoRuraldoAmapá começa na BR156 saindo de Macapá. Passamos pelo Municipio de Porto Grande(BR156) que fica a cerca de 100 km da capital, e mais ou meno 110 até a chegada Municipio de Serra do Navio(BR210), nosso destino final.

 A partir de Porto Grande a estrada é de terra, muita cautela nessa hora, principalmente na época de verão onde a poeira dos carros é altamente perigosa para a visibilidade.


Passamos por treze pontes até chegar ao municipio de Serra do Navio. Os riachos estão no periodo de estiagem, mas ainda são belos e refrescantes :)
Durante todo o trajeto até a vila de Serra do Navio, podeos observar o grande potencial para o turismo rural, mas falta o apoio dos orgãos responsaveis pelos treinamentos de base para receber os visitantes. Nada de seminario , conferencias, e blàs, blàs, blàs, o Brasil não tem tempo mais para isso, ja se gastaram muito dinheiro indo e vindo com instrutores pelas regiões e nada avançou, Então, precisamos de verdadeiras ações que sustentem a continuidade através de cada comunidade :)
E a rota continua a seguir!

De volta...




Bom dia leitores, ainda tenho alguns por ai, rs, obrigada pela sua companhia. Estou com outro projeto de programa de radio todas as sexta na 96.9FM na radio da Universidade Federal do Amapa, por isso pouco tempo para escrever por aqui mas vou fazer o possivel de estar mais presente, adoro escrever e preciso solidificar isso .
Està sendo muito prazeroso fazer essa revista radiofônica, com mais três colegas e convidados,  muita musica legal, do passado, do presente e do mundo.
Além de trabalharmos na radio informando e divulgando nosso Estado e o mundo, também saimos visitando lugares para indentificarmos os pontos mais necessitados de projetos e parcerias para que nosso povo tenha mais oportunidades. Afinal a #Unifap tem projetos que podem virar intinerantes, e ajudar muita gente :)
Foto no restaurante popular de Macapa: (esq/dir Nara, Amiraldo, Cléa e o responsavel pelo restaurante)
Neste fim de semana (9, 10 e 11 de outubro) estivemos na #RotadoturismoruraldeMacapa começamos por Serra do Navio, uma cidade que era modelo de cidade sustentavel e de qualidade de vida, hoje abandonada! Mas fomos em busca de sua essência e descobrimos maravilhas que podem sim serem uma saida para gerar rendas e trabalho à população que vive um abandono da gestão publica.
Assim criamos essa logo, #RotadoTurismoRuraldeMacapa Horizontes no Ar.
Estamos embarquem com a gente, e vamos descobrir valores culturais e humanos desses caminhos que levam à essência #Amazôniadeser
Abraços!



quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Valorizar nosso lar!


Assim eu percorro caminhos aqui e acolá! Valorizando cada pedacinho de chão, onde quer que eu vá talentos e belezas são registrados em qualquer estação.


Praia da Fazendinha

Nos altos, chegando em Belém-PA

Rampa do Açai, orla do St Inês

Quando amanhece...

Cliques do amanhecer em Macapá Capital do Meio do Mundo🌎🌵

#HorizontesnoAr



Bom dia desde 5 de junho estamo no ar com a revista de fim de semana #HorizontesnoAr na radio Universitaria 96.9 Unifap. Eu Nara Chamblay, Amiraldo Guedes e Lucicléa Castro criamos um programa com cinco sentidos: Ouvir, Tocar, Ver, Sentir e Degustar :)

Falamos de diversos assuntos, educação, formação, projetos Universidade e Comunidade e universidades, pesquisa e inovação aqui e de outras universidades como França, Canadà e Suiça.

Um bem-estar para seu corpo & alma ;)

Sua revista semanal todas as sextas das 10hàs11h com um universo de temas :bem-estar, sustentabilidade, pesquisa e inovação,francofonia, arte e cultura.
Visite: https://www.facebook.com/Horizontesnoar


domingo, 28 de junho de 2015

Horizontes no Ar

Bom dia #HorizontesnoAr sua revista radiofônica semanal estreou no dia 5 de junho(sexta), na universitária 96.9FM.
Na equipe @NaraChamblay,  @LucicléaCastro e @AmiraldoGuedes
Uma panorâmica da vida acadêmica e cotidiana, abordando assuntos como: projetos&inovações, universidades fracofones, bem-estar, formaçāo e mercado de trabalho, cultura e turismo, mobilidade urbana&biodiverdidade, rede sociais e aplicativos, além de entrevistas : #/EntrevistaAlôDoutor, #EntrevistaPatrimônio, #EntrevistaBiográfica, #EntrevistaTerroir e #EntrevistaMunicípios. Estaremos em sua companhia querido ouvinte todas AS SEXTAS na 96.9 UnifapFM :) 

Até lá!

Facebook:https://m.facebook.com/profile.php?id=972933926069385 

domingo, 3 de maio de 2015

Profissões quase esquecidas!

Artesãos do couro
Com o avanço da tecnologia e um mercado  mais competitivo que cria a cada dia novas profissões, o modelo artesanal de outrora desaparece, ou quase. 
Um certo saudosismo està no ar quando entramos nas ruelas do mercado. O sapateiro, o relojoeiro, as maquinas de costura e o fazedor de chaves estão presentes, como se o tempo não tivesse pressa de avançar.
Seu Edivaldo da Engraxataria Jerusalém

Seu Edivaldo da Engraxataria Jerusalém
Seu Edivaldo da Engraxataria Jerusalém
Seu Edivaldo da  Engraxataria Jerusalém, através de ferramenta rusticas e sem tecnologia do mercado de hoje, ele leva seu negocio com entusiasmo, pois as pessoas começam a recuperar seus acessorios em vez de descartar e comprar o novo.Recuperar um bem hoje, é mais sadio e o planeta agradece, que forçar o consumismo exacerbado que leva o mundo à uma qualidade de vida destruidora.

Dona Maria hà 44 anos trabalha no Mercado Central

Dona Maria chegou 1971, no mercado. Hoje são 44anos de trabalho buscando um vida melhor para sua familia; Apesar do avanço da tecnologia as pessoas ainda procuram seu serviços de consertos de bolsas, sandalias, e roupas de forma artesanal.
Alguns passos adiante encontro um jovem de 22 anos, Edivam que é ajudante do negocio de seu Rosimar que està no pontos do mercado a exatamente 30 anos.
Edivan, um jovem de 22 anos que domina a maquina artesanalmente
 Durante minha estada na França tive oportunidade de conhecer uma escola de Artes e profissões do Espetaculo , aliàs umas das cinco da França chamada Lycée Pasteur Mont Roland. Claro que nossa tecnologia esta longe da Europa, mas o principal do sucesso de uma profissão é a criatividade, talento nato, e isso temos de sobra, falta incentivo por parte do governo, e acreditarmos mais que podemos sim, chegar entre os melhores do mundo a moda jà é um realidade estamos entre os primeiros polo de designer do mundo. 
Para quem quiser saber mais, pode acessar o site, na cidade existe também escola que ensinam brasileiros a aperfeiçoar o francês. A imigração portuguesa é grande nessa região de montanha do leste da França. Mas um detalhe, é que là também o grande nome da moda do couro e alta costura de Luxo, Louis Vuiltton. Ele nasceu na cidade de Anchay no Jura e muito jovem aprendeu a profissão de seu pai que trabalhava com couro, mas ele não começou "chique" foi preciso muita persistência e acreditar em seu talento para hoje ser um icone da moda em acessorio de couro de luxo.


terça-feira, 21 de abril de 2015

Flora da estação invernal

Hoje a flora na Amazônia est à cada vez mais fazendo parte do cotidiano da cidade. Em alguns supermercados podemos ver um canto especial para se dedicar ao jardim. O preço ainda é alto, mas com a oferta de novas espécies e novos jardineiros expandindo essa profissão que chega com força, e para ficar na Amazonia.

Naramazonie

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Macapa