segunda-feira, 27 de junho de 2011

Um computador por aluno...


O projeto OLPC (em inglês, One Laptop Per Children) foi apresentado ao governo brasileiro no Fórum Econômico Mundial em Davos - Suíça, em janeiro de 2005. Em junho daquele ano, Nicholas Negroponte, Seymour Papert e Mary Lou Jepsen vieram ao Brasil especialmente para conversar com o presidente e expor a idéia com detalhes. Após o encontro uma comissão foi formada para avaliar e apresentar um relatório do projeto, dando início ao programa piloto.
O Programa Um Computador por Aluno - PROUCA, com objetivo Educacional o projeto utiliza a tecnologia, inclusão digital e adensamento da cadeia produtiva comercial no Brasil.




No Amapá 7 municípios foram beneficiados: 
Amapá (1 escola - EE ESCOLA ESTADUAL VEIGA CABRAL), Macapá (02 escolas - EE ESCOLA ESTADUAL PREDICANDA AMORIM LOPES, EMEF ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL ARACY NASCIMENTO), Mazagão (1 escola - EM ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL DOMINGOS VALENTE BARRETO), Porto Grande(1 escola-EMEF ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL ADAO FERREIRA DE SOUZA), Santana (1 escola-EE ESCOLA ESTADUAL FONTE NOVA), Serra do Navio(1 escola-EE ESCOLA ESTADUAL SETE DE SETEMBRO) e Tartarugalzinho(1 escola-EE ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR JOSE DE NAZARE F LIMA).






.: A Escola Municipal de Ensino Fundamental Aracy Nascimento, localizada no bairro Santa Rita, na Rua Marcelo Cândia,em Macapá - AP, está vivenciando uma experiência pioneira com a implantação do Projeto UCA (Um Computador por Aluno), do Mininistério da Educação.
Mesmo em reforma há mais de um ano, com poucas condições de trabalho, a equipe de professores se esforça para fortalecer o projeto, que atrai os alunos por causa da novidade tecnológica que mais parece um briquedo: um laptop com vários softwares educativos instalados, maior interatividade entre aluno,professor e conteúdo.
O que chamou a atenção dos professores foi o grande interesse que os alunos dispensam às atividades, desenvolvidas por pedagogos e técnicos do MEC que criaram os programas. Uma das professoras declarou que eles lancharam o mais rápido que puderam e retornaram à sala de aula anisosos por continuar usando a nova ferramenta. Percebe-se nitidamente a mudança de paradigmas na educação com o surgimento das mídias, que mesmo ainda enfrentando resistência e preconceito por parte dos burocratas que permanecem nas secretarias de educação Brasil afora, e inclusive dentro do MEC, com certeza é o caminho que o país deve trilhar para ofertar uma educação de mais qualidade e capaz de atrair os jovens internautas que passam grande parte do tempo diante de uma tela de computador:.

Paulo Tarso Barros

quinta-feira, 23 de junho de 2011

14ª Edição do Sonora Brasil...

O Sonora Brasil entra em sua 14° edição em 2011, é um projeto temático que tem como objetivo provocar o desenvolvimento histórico da música no país. Neste ano serão apresentados dois temas ao público – Sotaques do Fole - nas regiões Sul e Sudeste  e Sagrados Mistérios – Norte, Nordeste e Centro Oeste que serão desenvolvidos nos anos 2011/2012.




O Amapá receberá a primeira apresentação do projeto Sonora Brasil nos dias 22 e 23 de junho com o tema – Sagrados Mistérios: Vozes do Brasil representado pelo Grupo Caixeiras do Divino (MA), o grupo apresenta a festa do divino Espírito Santo que se destaca como um dos mais importantes festejos da cultura popular do Maranhão.




Os dias de apresentação no Amapá serão divididos entre Macapá, no dia 22 de junho às 20h no auditório da Escola SESC, e Mazagão no dia 23 de junho às 19h na Unidade do SESC Ler.
(Michele Lobo, assessoria de imprensa do Sesc)


Paulo de Tarso - Escritor Amapaense
Comentário:
A cultura afrobrasileira é de uma riqueza extraordinária na formação etnocultural do nosso povo. Graças a esses rituais, danças, crenças, comidas, costumes e tradições somos um país que absorveu e incorporou essa legado à sua história, apesar do preconceito e da falta de conhecimento de muitos vem prevalecendo o vigor da cultura, capaz de suplantar os obstáculos.
A Festa do Divino, que é celebrada no Brasil inteiro, tem no estado do Maranhão uma de suas manifestações mais ricas e originais e essas Caixeiras, com seus cantos, vestimentas, instrumentos (caixas de percussão), conseguem transmitir o sincretismo do panteão africano e dos santos cultuados pelo catolicismo.
A integração dos grupos de marabaixo que atuam em Macapá atestam que os dois estados, Amapá e Maranhão, e outros mais do nosso país, têm muito mais afinidades que diferenças, a começar pelas caixas, vestimentas e coreografia, além dos demais elementos que fazem parte da festa do Divino: o mastro, a murta, os santos.

(Paulo Tarso Barros, escritor)

terça-feira, 21 de junho de 2011

Festa da Música...o começo


A Festa da Música foi criada em 1982 pelo Ministério da Cultura.
A pedido do então ministro Jack Lang Maurice Fleuret vem a ser o Diretor de Musica e Dança em outubro 1981, ele aplica suas idéias sobre a prática musical e sua evolução : "Musica em toda parte e concerto em nenhuma parte". Descobrindo em 1982, na ocasião de um estudo sobre as práticas culturais dos franceses, que cinco milhões de pessoas, um jovem sobre dois, tocavam ao menos um instrumento de musica, ele começa a sonhar em fazer com que as pessoas saiam nas ruas para ver os novos talentos em ruas, bairros, praças, etc.
E, é assim que em algumas semanas o ministro da Cultura Jack Lang, decide lançar a primeira Festa da Musica no dia 21 de junho de 1982, dia que começa o verão europeu.
« Faça da musica, a Festa da Música », a fórmula vem a ser a palavra de ordem. Esta mobilização de músicos profissionais e amadores abrindo novas perspectivas a todos os gêneros musicais. Um projeto que deu certo e espontaneamente dando uma nova visão a diversidade musical (rock, jazz, blues, música regional, etc.) e aos músicos amadores ao lado das composições ditas sérias e sábias.
A entrada gratuita nos concertos, o apoio dos órgãos governamentais e não governamentais e a adesão maciça da população, fizeram em alguns anos da Festa da Musica um das maiores manifestações culturais francesas.
Em 1985, ela começa a ser exportada para diversos países, com o evento do Ano Europeu da Música. Em menos de 15 anos a Festa da Música será comemorada em mais de cem países nos cincos continentes.
Um sucesso internacional, fenômeno de sociedade e um selo foi especialmente criado para Festa da Música em 1998. A festa desvenda novas tendências musicais: o renascimento das musicas tradicionais, explosão das musicas do mundo, desenvolvimento dos corais, aparição do rap, techno, retorno do carnaval musical. Seu sucesso visível no centro da cidade oculta outras dimensões: ela adentra prisões, compartilha a vida dos doentes e dos funcionários dos hospitais, aproxima os estabelecimentos escolares e as escolas de música, estabelece vínculos e trocas entre a cidade e bairros periféricos, zonas rurais, valoriza o trabalho de vários meses de trabalho ou de um ano todo de um individuo, grupo, associação ou de toda uma comunidade. A Festa da Música favoriza assim naturalmente a democratização e a união das práticas artísticas e culturais.


O sucesso da Festa é devido às múltiplas redes que se organizam para o dia 21 de junho. Eles podem ser institucionais, como os teatros líricos, as orquestras nacionais e internacionais e regionais, os conjuntos de musica, conservatórios, as escolas de musicas, e profissionais como les Scènes de Musiques Actuelles (SMAC) e Cafés Musique ou les Antennes du Printemps de Bourges.


Nesta ocasião, as grandes federações amadoras mobilizam suas equipes em toda a França como a Confederação Musical da França para as fanfarras, as harmonias, os corais e a pratica da musica amadora em geral.
Os órgãos sociais e culturais locais ajudam a revelar as novas expressões musicais. A vitalidade da festa conta também com as energias de todos os voluntários que se mobilizam individualmente para aportar a esta jornada excepcional sua parte fundamental de espontaneidade e seu ritmo de transgressão de alegria.
A festa manifesta assim a sua capacidade permanente de se reinventar, e de viver sua vida na rua com engenhosidade para todo o publico desejoso de sentir, ver e ouvir o som da diversidade.
Boa festa da musica para todos!!!!

sábado, 18 de junho de 2011

esponja do mar...


Com de hábito todos os sábados vamos passear no centro da cidade de Dole, e uma parada no mercado central da cidade é de praxe para as compras de frutas, verduras, peixes e meu bouquet de flores e depois um café no Fleu de Sel de meu amigo Philippe.
Durante nosso passeio encontramos um vendedor insólito, pois hoje em dia é raro encontrarmos nas ruas vendendores de esponja do mar. 
A esponja do mar é ideal para a higiene do corpo, ela não irrita a pele. Ela era usada na antiguidade pelos egípcios e os gregos, e age também como antibactericida graças à grande quantidade de iodo que ela contém.Além disso, as empresas farmacêuticas estão realizando vários estudos com base em certos compostos encontrados na esponja do mar.

Os pesquisadores acreditam que alguns destes compostos podem ajudar a preparar medicação antiviral para tratar doenças como tuberculose, malária e câncer.
Nas farmárcias elas são encontradas em vários tamanhos depois de passarem por um tratamento, mas as esponjas do mar natural é difícil de serem encontrada à venda. 
Aproveitamos para comprar algumas e saber mais com o vendedor de onde elas vinham.Elas são do tipo "la belle grecque" do mar mediterrâneo onde segundo os especialistas, encontramos as melhores esponjas do mar. 
Elas são colhidas no litoral tunisiano e no arquiélago greco.
Além das esponjas estavam expostos belíssimos quadros com lindas paisagens regionais.


Um passeio maravilhoso e cheio de surpresas na cidade de Dole, pequena e charmosa ela é assim misteriosa!


sexta-feira, 17 de junho de 2011

uma festa de amigos e amigos...

Como num filme de T.V. A CABO...



Hoje quem provocantemente, me tirou para dançar foi a vida.
Só porque revelei a ela, que namorava escondido as estrelas e o luar.
por conta desse amor, dormi poucas horas minha querida.
E no menu de minhas noites,não caberia tanto o sonho de sonhar.

Muito bem ! Confesso que quando desesperado ,me apeguei a ilusões,
Até porque,decididamente preciso mesmo é de muitas ajudas.
Não vi o tempo,mas reparo que ele em mim passou por inúmeras razões.
Sei sim que as flôres não me sorriram ,e no entanto ,foram delicadamente mudas.

Imagino que os humanos nem primaram comigo pela sinceridade.
E é bom ter certeza do que em mim ardorosamente desejaria,
Mas se o que eu mais queria,nem fosse o que eu mais queria na verdade.
Ao me pegar, procurando no arco-iris , cores que o tempo esconderia.

Juro que jamais almejei, ser presidente ou dono de alguma empresa,
Nem visitei Costa Rica e caminhei pelas praças com um velho e doce cão.
Sei sim, que o pão e a margarina deveriam e não são abundantes em minha mesa.
E minhas melhores histórias,se esconderam de todos no antigo sotão.
Se contudo não me perdoares mando-te uma carta-desculpa como defesa.
No finalmente mesmo,me sinto neste instante, tão leve como a lã e o algodão


AlcyrGuimarães

terça-feira, 14 de junho de 2011

Artesanato e gastronomia em Aracaju...



A delegação do Amapá que esteve participando do Congresso de Guias de Turismo em Sergipe, desembarcou no domingo,13/06 às 14h30 no vôo da TAM.
A presidente do SINGTUR Obde Gadelha ainda continuará em Aracaju para participar da Assembléia da Federação Nacional dos Guias de Turismo que acontecerá de 13 a 15/06, momento em que ocorrerá as eleições para:
.: Estado que sediará o CBGTUR 2013
.: Eleição da nova diretoria da FENAGTUR. 
Apenas uma chapa foi montada e o Estado do Amapá faz parte, com a presidente do SINGTUR : Obde Gadelha na suplência da vice-presidência.
A delegação retornou com várias informações do resultado obtido no congresso. A Noite do Amapá, aconteceu no dia 12 junho, às 21h, no Restaurante Com Amor Beach Bar e foi encerrada às 21h.  
A comitiva trabalhou incansávelmente para representar o Amapá. A delegação levou para Aracaju, 210 kg de peixes, 60 kg de camarão, 70 kg de polpas de frutas, 600 peças artesanato maracá e cunani, além de material promocional. 
As instituições que apoiaram o evento foram: SETUR, AGENCIA BIATUR TURISMO, SEBRAE-AP, SENAC-AP, SESC-AP, IBRASI, ABAV, ABIH, SINDETUR, GOL LOG MACAPÁ, SENADOR RANDOLFE RODRIGUES, DEPUTADO EVANDRO MILHOME, JORNALISTA SORAIA CARVALHO. OBDE GADELHA - PRESIDENTE DO SINGTUR-AP

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Festa dos vizinhos...


  

Esta festa teve sua origem através da iniciativa de Atanase Périfan(Adjunto do Prefeito 17ºcircunscriçao de Paris), que lançou a idéia em 1999 em Paris através de sua associação chamada de Paris d'Amis (Paris dos Amigos).
A data de sua comemoração era na ultima terça-feira do mês de maio, a partir de 2010 foi transferida para a ultima sexta-feira. Depois do sucesso que ela alcançou na França, o evento ganha mais espaço em cidades de toda França e em outros países da Europa.
Um encontro cordial entre vizinhos que aproveitam o momento para um bate-papo, degustar os sabores ao som de uma boa musica.
Uma idéia maravilhosa que quebra a rotina do dia-a-dia, transforma e fortifica a solidariedade através de encontros amigáveis.


Fotos da Festa dos Vizinho na casa de amigos...

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Noite do AMAPA...


O evento de lançamento, denominado “Noite do Amapá”, será realizado no dia 12 de junho de 2011 (última noite do XXXI CBGTUR-SE)na cidade de Aracajú-SE no espaço do Restaurante Com Amor Beach Bar, localizado em frente a Praia do Atalaia. O evento está marcado para iniciar às 21h e previsto para encerrar às 01h do dia 13.
O evento é uma ação articulada entre Trade Turístico e poder público, resultante do Fórum Estadual de Turismo.
A noite do estado sediante é um dos critérios básicos e obrigatórios para captação do CBGTUR e tem como objetivo, divulgar suas potencialidades nas áreas da cultura, gastronomia, artesanato, folclore, vocação turística, constituindo-se assim num importante instrumento de estímulo à curiosidade e atração de maior número de participantes para o CBGTUR 2012.
O evento caracteriza-se de uma vitrine que tem as seguintes ações:
·         Oferecer um jantar aos participantes do CBGTUR 2011 visando divulgar a gastronomia local;
·         Oferecer aos participantes do CBGTUR 2011 souvenirs com características regionais;
·         Apresentar em stand medindo 18m² as potencialidades do Estado;
·         Apresentar material promocional de divulgação das potencialidades locais;
·         Realizar programação cultural com apresentação de artista(s) local(ais);
A realização da Noite do Amapá tem apoio confirmado dos seguintes parceiros:
SETUR
SEBRAE-AP
SENAC-AP
SESC-AP
IBRASI
CEPA
SINDETUR
ABAV
ABIH
GOL LOG MACAPÁ
DEPUTADO RANDOLFE RODRIGUES
REVISTA TRILHA TURÍSTICA
AMEAP

Na comunicação temos o apoio da competente e bela Jornalista Soraia Carvalho.
O jantar será preparado pelo Chefe de cozinha amapaense Jucicley Gomes do “CAFÉ CHIBÉ”.

OBDE GADELHA – Presidente do SINGTUR-AP
CONTATOS: 9128-3372/8114-7386
obdegadelha.blogspot.com   o.gadelha@hotmail.com singtur.ap@hotmail.com

quarta-feira, 8 de junho de 2011

turismo de troca...


O wwoofing abre uma nova oportunidade para o turismo ecológico e cultural partilhando mutuamente seus elementos fundadores.Esta rede internacional de fazendas bio, de produção de pequeno porte, atira cada vez mais membros. Sao viajantes do mundo inteiro decididos a dar um novo sentido à sua viagem sem gastar fortunas. Eles partem para compartilhar o cotidiano dos agricultores franceses, neozelandeses, indianos, etc...

A palavra woofing originou do WWWOOF(« World-Wide Opportunities on Organic Farms ») é uma rede mundial de fazendas bio criada na Inglaterra em 1971 que tem como propostas: receber toda pessoa que deseja compartilhar seus cotidianos de trabalhos nas fazendas em troca de hospedagem e alimentação e de dinfundir as técnicas da agricultura orgânica. As atividade tem duração de 25 a 30 h por semana, cerca 4 a 7 h por dia, o que deixa bastante tempo para conhecer outros locais da região. 
Para participar da aventura o(a) interessado(a) precisa ter mais de 18 anos e está disponível para ajudar nos afazeres da fazenda. Vários sites de internet são especializados em auxiliar os viajantes à encontrar os fazendeiros e combinar o tempo de estadia.
Na França, mais de 500 fazendas estão pronta à acolher os wwoofers. A Associação Wwoof France foi criada em 2007 e gera a rede no país. Ela acolhe e referência os donos de fazendas e os coloca em contato com os voluntários que desejam investir nesta nova experiência insólita. 
Para ser membro da Wwoof France, precisa encomendar o livro wwoof no www.wwoof.fr ao preço de 15 euros por pessoa e 20 euros por duas pessoas.

vinho de palha

um vinho criado com a prefeição das melhores uvas
O vinho de palha (vin de paille) é um vinho licoroso produzido a partir da seleção dos mais belos cachos da colheita das uvas. De elaboração particular o vinho de palha desenvolve aromas remarcáveis quem prova nunca esquece seu sabor ou sabores. Seus cachos são selecionados com a maior atenção afim de obter os mais belos frutos. Criado pelos romanos em 622 pelo Santo Eloi e o rei Dagoberto este néctar unico tem sem seu pseudônimo a expressão de seu sabor desejado por todos O MEL DAS MUSAS. 

UN NECTAR DE PACIÊNCIA...

O vinho de palha dispõe de uma citação tradicional que traduz um método de elaboração muito particular. Na região do Jura, onde são utilizados variedades de vinhas como chardonnay, savignin e o poulsard  que dão ao vinho de palha as notas e perfumes particulares e excepcionais. 
Encontramos esta citação nos vinhos AOC( Apelação de origem controlada) do Jura, Arbois e  Étoile
O rendimento do vinho de palha é fixado em 20hectolitros por hectare. As uvas devem secar durante no mínimo seis semanas em uma cama feita de palha, em caixotes ou penduradas em fios de ferro(ver foto2), por isso a origem do seu nome. 

O objetivo é de obter durante a colheita das uvas os cachos mais belos e secá-los até chegar a concentração esperada de açucar dos grãos de uvas. 
Entre o Natal e fim de fevereiro são prensados para retirar o néctar mais puro. De cada 100 kg de uvas são retirados de 15 a 20 litros de nécta de uva.
Com uma fermentação lenta estimada naturalmente, produz um vinho doce entre 14,5° e 17° de álcool. 
Ele envelhecerá em seguida por 3 anos em pequenos tonéis para desenvolver seus aromas de essências de frutas... ameixa, mel, caramelo ou laranja.
Um vinho que pode ser degustado como aperitivo ou com uma deliciosa sobremesa, uma sensação na boca fresca e aveludada com a sensação dos multiplos sabores que o vinho de palha exala amplamente.


* Beba com moderação :)

terça-feira, 7 de junho de 2011

do lixo à musica...

Os URBS são musicos poucos comuns reunidos em torno de um projeto socio-cultural: a criação de instrumentos musicais a partir de materiais reciclados. O atelier se chama LULL (Lutherie Urbaine Le Local) - que significa fabricação de instrumento musical urbano e local, tem como sede a cidade de Bagnolet no departamento de Seine-Saint-Denis , França. 
Um local de fabricação, de inovação artistica, de aprendizagem musical, repetição, concerto etc...
Originado do projeto " fabricantes urbanos e fábrica urbana" projetado em 2000 por Jean-Louis Mechali (baterista e compositor), a associação urbana é dedicada à criação musical e à pesquisa instrumental.
A criação instrumental é principalmente voltada para os materiais reciclados de objetos do cotidiano. 
Depois de 10 anos, ela faz evoluir seu projeto se afirmando através de sua ação em termo de desenvolvimento durável, assim como o desenvolvimento de projetos artísticos, educativos e sociais.
A fábrica urbana confronta seu saber tradicional com outras culturas. A través dos ateliers de criações os URBS procuram alcançar um grande publico, começando pelos jovens, criando fanfarras e organizando concertos. Eles desejam difundir esta musica inovante, onde o discurso fica continuamente aberto entre o amador e o profissional.
O URBS transforma diversos materiais em curiosos instrumentos musicais como: uma bateria de caçarolas, flautas de material hidraulicos, um órgão de bomba de bicicleta, um teclado de PVC etc...




Vários álbuns musicais com sons inéditos, instrumentos barrocos e revolucionários sairam deste projeto fantástico.
Um exemplo o « Pianocktail »
A idéia inicial do projeto partiu da seguinte constatação:  « há tantos objetos jogados nas ruas..e se tentássemos fazer musica com tudo isto ? »

site: http://www.lutherieurbaine.com

ratatouille sabor de verão...


Os legumes do sol, eles estão aqui nesta receita deliciosa de ratatouille.
Na França a Ratatouille é uma especialidade da cidade de Nice e encontramos também na Provença. Ela existe em numerosos países com outros nomes, a base de legumes cozidos, entre eles: beringela, tomate, cebola, abobrinha, pimentão, e alho..Uma compota de legumes do sul, onde o sol nunca dorme!!!

Cozinhar lentamente os legumes  deixando-os quase com aspecto de sua essência, empregnados com o oleo de oliva eles soltam um parte de sua agua durante o cozimento sem grudar na panela. Servido quente ou frio como acompanhamento ou entrada, vai bem com tudo, carne, peixe, frango...à sua escolha.Seu sabor sera multiplicado se é preparada um dia antes e depois levado ao fogo.
O segredo desta delicia é o tempo de duração do cozimento quando mais lento for melhor fica (entre 2 ou 3 horas) no fogo brando.
Os legumes deixam no ar e na boca um sabor de verão, de leveza e de tudo mais que nos faz bem :).

A receita...

3 abobrinhas
1 beringela
1 pimentão verde
1 pimentão vermelho
1 pimentão amarelo
4 tomates
2 cabeças de alho
2 cebolas
sal 
oleo de oliva
bouquet verde-aroma: coentro, cheiro-verde,cebolinha a vontade

Modo de preparo
Lave bem os legumes, corte em pedaços grandes ou pequenos. 
Em uma panela esquente o oleo de oliva, coloque em seguida as cebolas e deixe dourar,logo após coloque os pimentões e assim sucessivamente os outros ingredientes, menos o bouquet-verde. 
Deixe em fogo brando por cerca de 30 minutos para que o cozimento seja o mais lento possível e mexa de tempo em tempo.
Assim que passar os 30 min coloque o bouquet-verde e misture, deixe cozinhar por mais alguns minutos. Geralmente a ratatouille é servida com pouco caldo, ela reduz e fica com um aspecto cremoso. 
Sirva com carnes, peixes ou simplesmente sozinha é uma delicia e super leve :).
Bon appétit!!

segunda-feira, 6 de junho de 2011

cidade medieval de Béze...

vilarejo de Béze
Aproveitamos o domingo (05/06) de sol para conhecermos o vilarejo de Béze no departamento de Côte d'Or região de Borgonha. Distante 50km de Dole e  30 km de Dijon. Sua população é de 600 habitantes.
Considerada um dos vilarejos mais bonitos da França, situado no coração de uma região dotada de um rico patrimônio arquitetural e turístico: antigos casarões, castelos, florestas, rios navegáveis...
Béze foi local de uma das maiores implantações de Abadias da Idade Média a data de criação se mistura ao da Abadia construída em 630.
O nome Béze  tem sua origem no latim BEZUA, nome ao riacho que atravessa o vilarejo. Foi chamado pelos celtas BEZV que significa riacho que dorme.  
Um visita em torno de 3 a 4 horas para apreciarmos toda beleza do local que exala a típica tranquilidade dos vilarejos franceses do meio rural.

°°°patrimônio histórico de Béze...
Grutas de Béze

Durante a visita os termômetros não marcam mais que 13°. A gruta servia de refugio para os monges durante a idade Média. Um sumtuoso amfiteatro rochoso podemos observar navegando no rio subterrâneo durante 15min de visita por um preço de 5 euros adulto e 2,50 euros criança até 12 anos, um show de cores e sons. 
Não é permitido fazer foto, infelizmente durante o passeio (mas sempre tem o jeitinho brasileiro), o que eu acho particularmente um absurdo pois tudo foi dado pela natureza para ser apreciado gratuitamente e preservado.

Riacho subterrâneo...
Foi por azar que em 1954 os espeleólogos descobriram outras nascentes de água subterrânea e finalmente o lago. Em 5 de março de 2006 uma tempestade de neve se abateu sobre a região com 40 a 50 cm de neve durante um final de semana, isto fez com que o nivel d'água dos rios subissem. Aprofundidade pode cherca até cerca de 18m. Hoje podemos ver o riacho chamado de "La résurgence de Béze" e graças à sua aparição proporciona lazer para os habitantes e turistas que visitam a região, ao fundo do rio existe uma entrada para as grutas.
Escola monástica...
Em 655 a Abadia de Béze foi uma das primeiras a possuir uma escola monástica. Foi projetada para receber os filhos dos nobres da região. Após seu grande sucesso, uma escola esterna foi fundada em 1280. Em 1380 ele recebia cerca de 40 meninos e 20 meninas. Sua fachada foi refeita várias vezes. Podemos observar sobre as janelas os tripés, as esculturas e arcadas do estilo gótico. Em 1872 se instalan no prédio, o hotel do velho monastério, um comércio e a estação de ônibus que ligava Dijon a Gray. O prédio foi salvo da demolição e passou a fazer parte dos monumentos tombado pela Escola de Belas Artes em 1914.
A Torre de Oysel...
Torre de Oysel
A torre foi construida em 1731. Junto a torre o lavatório das irmãs construido no final do século XVII. Na parte maior do prédio foi instalada uma escola primária chamada de Claude Monet, antigamente os monges usavam para depósito dos vinhos.
Lavatórios das irmãs
Escola Primaria Claude Monet

Igreja Saint-Rémi...

Igreja de Sint-Rémi
A primeira capela paróquial remonta do século VII. A primeira igreja foi construida em 960 pelos habitantes que hoje é chamada de Saint-Rémi. Ela foi reconstruida várias vezes 7 vezes incendiada. Em seu exterior podemos ver um estátua em pedra sobre um pedestal o Cristo ( o Deus da piedade), assim chamado pois ele tem as mãos unidas.
Rélogio solar na parede da igreja

Naramazonie

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Macapa