terça-feira, 21 de junho de 2011

Festa da Música...o começo


A Festa da Música foi criada em 1982 pelo Ministério da Cultura.
A pedido do então ministro Jack Lang Maurice Fleuret vem a ser o Diretor de Musica e Dança em outubro 1981, ele aplica suas idéias sobre a prática musical e sua evolução : "Musica em toda parte e concerto em nenhuma parte". Descobrindo em 1982, na ocasião de um estudo sobre as práticas culturais dos franceses, que cinco milhões de pessoas, um jovem sobre dois, tocavam ao menos um instrumento de musica, ele começa a sonhar em fazer com que as pessoas saiam nas ruas para ver os novos talentos em ruas, bairros, praças, etc.
E, é assim que em algumas semanas o ministro da Cultura Jack Lang, decide lançar a primeira Festa da Musica no dia 21 de junho de 1982, dia que começa o verão europeu.
« Faça da musica, a Festa da Música », a fórmula vem a ser a palavra de ordem. Esta mobilização de músicos profissionais e amadores abrindo novas perspectivas a todos os gêneros musicais. Um projeto que deu certo e espontaneamente dando uma nova visão a diversidade musical (rock, jazz, blues, música regional, etc.) e aos músicos amadores ao lado das composições ditas sérias e sábias.
A entrada gratuita nos concertos, o apoio dos órgãos governamentais e não governamentais e a adesão maciça da população, fizeram em alguns anos da Festa da Musica um das maiores manifestações culturais francesas.
Em 1985, ela começa a ser exportada para diversos países, com o evento do Ano Europeu da Música. Em menos de 15 anos a Festa da Música será comemorada em mais de cem países nos cincos continentes.
Um sucesso internacional, fenômeno de sociedade e um selo foi especialmente criado para Festa da Música em 1998. A festa desvenda novas tendências musicais: o renascimento das musicas tradicionais, explosão das musicas do mundo, desenvolvimento dos corais, aparição do rap, techno, retorno do carnaval musical. Seu sucesso visível no centro da cidade oculta outras dimensões: ela adentra prisões, compartilha a vida dos doentes e dos funcionários dos hospitais, aproxima os estabelecimentos escolares e as escolas de música, estabelece vínculos e trocas entre a cidade e bairros periféricos, zonas rurais, valoriza o trabalho de vários meses de trabalho ou de um ano todo de um individuo, grupo, associação ou de toda uma comunidade. A Festa da Música favoriza assim naturalmente a democratização e a união das práticas artísticas e culturais.


O sucesso da Festa é devido às múltiplas redes que se organizam para o dia 21 de junho. Eles podem ser institucionais, como os teatros líricos, as orquestras nacionais e internacionais e regionais, os conjuntos de musica, conservatórios, as escolas de musicas, e profissionais como les Scènes de Musiques Actuelles (SMAC) e Cafés Musique ou les Antennes du Printemps de Bourges.


Nesta ocasião, as grandes federações amadoras mobilizam suas equipes em toda a França como a Confederação Musical da França para as fanfarras, as harmonias, os corais e a pratica da musica amadora em geral.
Os órgãos sociais e culturais locais ajudam a revelar as novas expressões musicais. A vitalidade da festa conta também com as energias de todos os voluntários que se mobilizam individualmente para aportar a esta jornada excepcional sua parte fundamental de espontaneidade e seu ritmo de transgressão de alegria.
A festa manifesta assim a sua capacidade permanente de se reinventar, e de viver sua vida na rua com engenhosidade para todo o publico desejoso de sentir, ver e ouvir o som da diversidade.
Boa festa da musica para todos!!!!

Naramazonie

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Macapa