quarta-feira, 8 de junho de 2011

vinho de palha

um vinho criado com a prefeição das melhores uvas
O vinho de palha (vin de paille) é um vinho licoroso produzido a partir da seleção dos mais belos cachos da colheita das uvas. De elaboração particular o vinho de palha desenvolve aromas remarcáveis quem prova nunca esquece seu sabor ou sabores. Seus cachos são selecionados com a maior atenção afim de obter os mais belos frutos. Criado pelos romanos em 622 pelo Santo Eloi e o rei Dagoberto este néctar unico tem sem seu pseudônimo a expressão de seu sabor desejado por todos O MEL DAS MUSAS. 

UN NECTAR DE PACIÊNCIA...

O vinho de palha dispõe de uma citação tradicional que traduz um método de elaboração muito particular. Na região do Jura, onde são utilizados variedades de vinhas como chardonnay, savignin e o poulsard  que dão ao vinho de palha as notas e perfumes particulares e excepcionais. 
Encontramos esta citação nos vinhos AOC( Apelação de origem controlada) do Jura, Arbois e  Étoile
O rendimento do vinho de palha é fixado em 20hectolitros por hectare. As uvas devem secar durante no mínimo seis semanas em uma cama feita de palha, em caixotes ou penduradas em fios de ferro(ver foto2), por isso a origem do seu nome. 

O objetivo é de obter durante a colheita das uvas os cachos mais belos e secá-los até chegar a concentração esperada de açucar dos grãos de uvas. 
Entre o Natal e fim de fevereiro são prensados para retirar o néctar mais puro. De cada 100 kg de uvas são retirados de 15 a 20 litros de nécta de uva.
Com uma fermentação lenta estimada naturalmente, produz um vinho doce entre 14,5° e 17° de álcool. 
Ele envelhecerá em seguida por 3 anos em pequenos tonéis para desenvolver seus aromas de essências de frutas... ameixa, mel, caramelo ou laranja.
Um vinho que pode ser degustado como aperitivo ou com uma deliciosa sobremesa, uma sensação na boca fresca e aveludada com a sensação dos multiplos sabores que o vinho de palha exala amplamente.


* Beba com moderação :)

A Francophonie no meio do mundo

No dia 1° de setembro professores e alunos do curso de francês do Centro Cultural Amapaense estiveram no #lecafebistrot ,localizado ...