terça-feira, 19 de outubro de 2010

Kitesurfing, navegando na Amazônia


Quebra-mar




Em Macapá na orla do quebra-mar os amantes de esportes radicais trouxeram o KITESURF e nas tardes ensolaradas e de ventos fortes eles saem para surfar nas ondas do rio Amazonas. Em poucas horas a orla se torna o caminho de emoções fortes para os kitesurfistas que fazem o show para o público presente. Entre eles um francês que participa e trilha os ventos norte que sopram forte no meio do mundo, junto aos brasileiros que transformam o rio Amazonas em um circuito das águas da velocidade com incríveis manobras.
Vista do Trapiche Eliezer Levy
História:
Kitesurfkiteboarding ou mesmo flysurf é um desporto aquático que utiliza uma pipa (também conhecida como papagaio) e uma prancha com uma estrutura de suporte para os pés. A pessoa, com a pipa presa à cintura, coloca-se em cima da prancha e, sobre a água, é impulsionada pelo vento que atinge pipa. Ao controlá-lo, através de uma barra, consegue-se escolher o trajeto e realizar saltos incríveis. Este esporte, relativamente recente, encontra-se de momento com grande popularidade e uma prática crescente noBrasil, em Portugal e no mundo.
Kitesurfiste nas águas do Amazonas
O kitesurf foi inventado em 1985 por dois irmãos franceses: Bruno e Dominique Legaignoux mas apenas atingiu alguma popularidade em meados da década de 1990.
O nome resulta da junção de duas palavras inglesas: "Kite", que significa pipa (papagaio em Portugal) e "Surf", do verbo inglês "to surf", que significa "navegar".
Quentin, francês do Kitesurf


A Francophonie no meio do mundo

No dia 1° de setembro professores e alunos do curso de francês do Centro Cultural Amapaense estiveram no #lecafebistrot ,localizado ...