quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Artesanato dos povos indígenas do TUMUCUMAQUE

Visitantes na nova loja APITU - Macapá

Mayara é a responsável pelo artesanato e venda dos produtos expostos na loja APITU

Dia 30 de novembro/2010, foi inaugurada a loja APITU-Associação dos Povos Indígenas do Tumucumaque, um espaço para a comercialização de produtos qcomo;colares, pulseiras, bolsas, cintos, cestas, artefatos de madeira, cerâmicas, fibra vegetal e outros adereços
A APITU leva o nome da própria Associação dos Povos Indígenas do Parque do Tumucumaque e junto com a Secretaria Extraordinária de Políticas para os Povos Indígenas (SEPI) é responsável pelo empreendimento em Macapá.

A Associação dos Povos Indígenas do Tumucumaque - APITU, foi criada  em 1994 para representar as cinco etnias Aparaí, Tiriyó, Waiana, Txikuyana e Kaxuyana  e a Terra Indígena Paru d’Este, que habitam na área do Parque Montanhas do Tumucumaque.
Cocar de pena de papagaio


A arte feminina também ganha força com sementes e miçangas com uma diversidade de formas, grafismos e cores chegando até aos novos designers de bolsas e colares voltados para o mercado da moda brasileira.
Colares em miçangas


Os povos indígenas do Amapá participam cada vez mais do desenvolvimento do Brasil com elaboração de novos projetos organizando e protegendo seus valores culturais, e isso garante a subsistência através de seus valores artesanais que proporcionam a cultura e as tradições indígenas. Outros produtos serão expostos para venda a partir de dezembro, como camisas com os grafismos dos povos do Tumucumaque, uma de suas marcas registrada.
Colares em miçangas


“Ao contrário do que poderíamos imaginar, o uso de miçangas na tecelagem de vestimentas e adornos, é anterior ao uso de sementes nativas. As miçangas chegaram à região em meados do séc.XX, por meio do comércio de trocas com os negros refugiados da então Guiana Holandesa (atual Suriname). Esse comércio vigorou até o século XX quando, em ambos os lados da fronteira entre o Brasil e os países guianenses, começaram a se fazer presentes missões religiosas e agências governamentais de assistência, em consequência o comércio com os negros diminuiu drasticamente, as miçangas ficaram cada vez mais escassas até a chegada das sementes tingidas com corantes naturais.”(Informativo Museu do índio/FUNAI/julho2008)

Um portal aberto para conhecermos melhor nossa história e nossas raízes, fortalecendo a comercialização dos produtos da floresta, melhorando as condições de vida dos povos e difundindo a cultura de todas as etnias presentes no estado do Amapá.

Casa do Artesanato dos povos indígenas, APITU

Localizada no novo prédio da Secretaria Extraordinária de Políticas para os Povos Indígenas, a loja APITU funciona ao lado da Casa do Artesão, enfrente à Praça Beira Rio.

Naramazonie

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Macapa